Athit Perawongmetha/Reuters
Athit Perawongmetha/Reuters

Coronavírus no esporte: veja quais torneios tiveram mudanças em razão da doença

Competições suspensas e elencos em quarentena mexem com o calendário esportivo em todo o mundo

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de março de 2020 | 00h12

A pandemia do coronavírus modifica o esporte pelo mundo. As competições ocupam o centro das determinações das autoridades de saúde que tentam minimizar a possibilidade de contaminação em massa em lugares aglomerados. Diversos eventos esportivos já foram adiados, transferidos ou cancelados. Os Jogos Olímpicos de Tóquio, com início previsto para 24 de julho, correm risco. A incerteza atrapalha a preparação dos atletas para o megaevento.

No Brasil, a CBF decidiu suspender as competições que organiza, como Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro feminino. A pandemia também afetou os 27 Campeonatos Estaduais pelo Brasil. O NBB também decidiu parar as atividades no basquete. Todas as corridas de rua na cidade de São Paulo até abril foram suspensas. A pressão para que a Olimpíada de Tóquio-2020 seja adiada também cresce a cada dia, com o reforço do Comitê Olímpico Brasileiro, mas o Comitê Olímpico Internacional ainda não pensa em mudar as datas. 

Futebol no Brasil

A CBF paralisou todas as competições que organiza e que estavam em andamento: Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro Feminino A1 e A2, Brasileiro Sub-17 e Copa do Brasil Sub-20. A suspensão é por tempo indeterminado. Entre os Estaduais, os principais competições estão suspensas, a exemplo do Mineiro, Paulista, Carioca e Gaúcho. Alguns estão mantidos, mas sem público. Os clubes Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo decidiram interromper as atividades em seus centros de treinamentos. Copa do Nordeste também foi suspensa por tempo indeterminado.

Elencos em quarentena

Alguns dos principais clubes da Europa estão em quarentena. Juventus, Inter de Milão, Torino e Real Madrid são alguns dos times que anunciaram a suspensão dos treinos. O português Cristiano Ronaldo, companheiro de Rugani na Juventus, não poderá retornar para a Itália. Ele foi visitar a mãe, que sofreu um AVC, na Ilha da Madeira, e a determinação é que continue por lá pelos próximos dias. Outros times confirmaram casos: a Fiorentina teve três atletas e um fisioteraupeta infectados, enquanto o Valencia tem alguns de seus jogadores com a Covid-19. Esses números podem aumentar. Para evitar contágio, o Bayern de Munique recomendou aos jogadores que não tirem fotos com torcedores

Liga dos Campeões

A Uefa decidiu adiar por tempo indeterminado a sequência do campeonato. Ainda restam quatro jogos para terminar as oitavas de final, mas por medida de segurança, o calendário está interrompido e nos próximos dias deve ser anunciado a nova data das partidas.

Liga Europa

Uefa também aplicou a medida de segurança para a Liga Europa. Ainda com dez jogos a serem disputados para terminar as oitavas de final, a competição está com o calendário suspenso sem data para voltar.

Eurocopa e Copa América

A próxima edição da Eurocopa  e Copa América serão disputada em 2021. Nesta terça-feira, a Uefa anunciou o adiamento em um ano do torneio europeu de seleções em função da pandemia de coronavírus. A Conmebol, entidade que organiza o futebol sul-americano, também optou pela suspensão de seu torneio de seleções. O Brasil defenderia o título. 

Mundial de Clubes

Gianni Infantino, presidente da Fifa, anunciou que terá conversações com a China para definir uma nova data para o Mundial de Clubes, que estava agendado para o próximo ano e agora foi adiado. Antes, acontece o Mundial de Clubes em Doha, no Catar, programado para dezembro deste ano. 

Libertadores e Eliminatórias suspensas

A Conmebol anunciou nesta quinta a suspensão da Libertadores e das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa de 2022. Os jogos da terceira rodada da fase de grupos da Libertadores terão de ser realizados em outra data. No caso das Eliminatórias, as duas primeiras partidas seriam disputadas no fim deste mês e também foram adiadas. 

Campeonato Italiano

O Comitê Olímpico Italiano decidiu suspender todos os eventos esportivos no país até o dia 3 de abril por causa do temor com o surto do novo coronavírus, denominado Covid-19. O governo italiano acatou o que foi proposto na reunião na sede da entidade em Roma. O Campeonato Italiano também parou. Na quarta, a Juventus anunciou que o zagueiro Daniele Rugani havia sido diagnosticado com coronavírus. O atacante Manolo Gabbiadini, da Sampdoria, teve caso confirmado. "Quero agradecer a todos que me escreveram, muitas mensagens já chegaram. Ainda quero dizer que estou bem, então não se preocupem. Sigam todas as regras, fiquem em casa e tudo vai dar certo". Três jogadores da Fiorentina (Cutrone, Pezzella e Vlahovic) se tornaram casos confirmados. O volante Matuidi foi o segundo jogador da Juventus, da Itália, que teve caso confirmado, e o atacante Paulo Dybala, o terceiro. Ambos estão de quarentena voluntária. Paolo Maldini, ídolo do Milan, e seu filho Daniel, que joga na base do clube, também foram infectados.

Campeonato Espanhol

A La Liga, responsável pela organização do Campeonato Espanhol, anunciou que as duas próximas rodadas estão suspensas. Antes, a medida adotada era de que a primeira e a segunda divisões nacionais teriam seus jogos disputados sem a presença de público nas próximas duas semanas por causa do coronavírus. 

Lorenzo Sánz, que presidiu o Real Madrid entre 1995 e 2000, acabou falecendo em decorrência do coronavírus.

Campeonato Inglês

A principal liga nacionalde futebol do planeta suspendeu o calendário de jogos até o dia 30 de abril. A decisão veio logo depois de o Arsenal informar que o técnico espanhol Mikel Arteta testou positivo para o Covid-19. O treinador já está em isolamento, o mesmo acontecendo com os jogadores e outros funcionários do clube inglês. Outro caso confirmado entre atletas foi de Callum Hudson-Odoi, meiocampista do Chelsea. A situação levou à proposta de que a temporada fosse anulada, com o título sendo dado ao Liverpool, nenhum fosse rebaixado e dois subissem da segunda divisão - o que ainda parece distante de ser concretizado.

Futebol Francês

A primeira e segunda divisões do campeonato local estão suspensas e sem previsão de volta.

Sem futebol na Ásia

As Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo de 2022 foram mais uma competição internacional que teve o seu calendário afetado pelo surto de coronavírus. A Fifa e a Confederação Asiática de Futebol (AFC, na sigla em inglês) anunciaram que os jogos pelo torneio classificatório marcados para os períodos de 23 a 31 e março e de 1º a 9 de junho estão inicialmente adiados. A China, epicentro do coronavírus, adiou a estreia da Superliga, prevista para 22 de fevereiro; o Japão suspendeu todas as partidas do campeonato nacional até 15 de março.

Olimpíada de Tóquio-2020

O Comitê Olímpico Internacional (COI) e o governo japonês mantém a posição de que a Olimpíada de Tóquio será disputada na data programada, entre 24 de julho e 9 de agosto. No entanto, cresce o movimento para que os Jogos sejam adiados para 2021, e o Comitê Olímpico Brasileiro aderiu ao pedido. O Comitê Paralímpico Internacional também deseja a mudança de data, assim como entidades esportivas latino-americanas, dos Estados Unidos e de outros locais.

Vôlei

As 24 equipes da Superliga de vôlei tiveram uma reunião via videoconferência com a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e decidiram rumos opostos para o andamento da competição. No feminino, os 12 times formaram maioria para encerrar o torneio agora, sem ter um campeão declarado. Já no masculino, as 12 equipes optaram pela paralisação no momento e que a conversa será retomada em um mês.

Jogos no Paraguai sem torcida

A Conmebol anunciou que os próximos jogos da Libertadores e da Copa Sul-Americana no Paraguai serão disputados com portões fechados. A entidade que comanda o futebol sul-americano ressaltou que está cumprindo uma determinação do governo local, que adotou a medida de vetar aglomerações – incluindo modalidades esportivas – pelos próximos 15 dias em função da rápida expansão da doença. Palmeiras e Santos terão confrontos no Paraguai em abril pela fase de grupos da Libertadores e, se a medida valer por mais de 15 dias, devem jogar sem torcida.

Eventos na Argentina suspensos

O governo da Argentina anunciou a suspensão de torneios esportivos durante o mês de março a partir de recomendação do Ministério do Esporte e Turismo do país. Duas modalidades que sofrem um impacto imediato com a decisão foram o boxe e a natação. Foi anunciado o adiamento do Pré-Olímpico de boxe, que seria disputado em Buenos Aires, no próximo dia 27. Esta competição seria disputada por atletas brasileiros em busca de uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. O River Plate se recusou a disputar uma partida da Copa da Superliga Argentina.

Sul-Americano de Esportes Aquáticos

Já o Sul-Americano de Esportes Aquáticos de 2020 está suspenso. A Entidade Nacional de Alto Rendimento Esportivo da Argentina, o Comitê Olímpico Argentino e a Secretaria Nacional de Esportes emitiram um comunicado informando a suspensão por conta do Covid-19. O evento seria realizado a partir do próximo dia 23, também em Buenos Aires, e reuniria as cinco modalidades aquáticas.

Basquete suspenso

A temporada da NBA está suspensa por tempo indeterminado. A decisão foi tomada  após o pivô Rudy Gobert, do Utah Jazz, testar positivo.  Na última quinta, Donovan Mitchell também testou positivo para coronavírus. O anúncio foi feito pelo próprio atleta nas redes sociais. Os times que integram o NBB decidiram suspender as atividades da liga no último domingo. A Federação Internacional de Basquetebol (Fiba) anunciou a suspensão de todas as suas competições por tempo indeterminado. A Fiba explicou que a decisão foi tomada "para proteger a saúde e a segurança de jogadores, treinadores, árbitros e torcedores." A decisão inclui torneios como a Liga dos Campeões da Fiba e a Copa Europeia da Fiba. Também na quinta, a Euroliga anunciou a suspensão de todos os jogos. A NBB decidiu adiar a realização do jogo das estrelas, que ocorreria neste final de semana, sem uma nova data.

O Brasil registrou nesta quinta-feira (19) o primeiro caso do novo coronavírus em um atleta profissional. O Paulistano, que disputa a Liga Nacional de Basquete, divulgou comunicado em que confirma a contaminação pela doença em um jogador do elenco. Maique, pivô do time, foi internado, recebeu alta e tem se recuperado em casa.

NBA

Nesta terça-feira, dia 17, o astro Kevin Durant e mais três jogadores do Brooklyn Nets deram positivo para o novo coronavírus. A franquia da NBA, sediada em Nova York, não divulgou o nome dos outros jogadores contaminados, mas o ex-atleta do Golden State Warriors veio a público para anunciar que havia contraído o Covid-19.

Fórmula 1

A principal categoria do automobilismo mundial sofreu alterações por causa da epidemia. A direção da Fórmula 1 anunciou inicialmente que o GP da Austrália, o primeiro da temporada 2020, foi cancelado. Depois, a FIA anunciou que o GPs de Bahrein e Vietnã, os dois próximos, foram suspensos. O GP da China, antes marcado para 19 de abril, em Xangai, também já tinha sido adiado.

Nesta quinta-feira (19), a direção da Fórmula 1 anunciou mais alterações no planejamento pela pandemia do novo coronavírus. Pela primeira vez desde 1954 o GP de Mônaco não será disputado na temporada. A etapa está cancelada. Outra mudança é que o adiamento da implantação do novo regulamento técnico. Em vez das novidades começarem em 2021, passam a ser previstas apenas para 2022.

Fórmula E

A etapa chinesa da Fórmula E, programada para 21 de março, teve adiamento forçado

Adiamento na MotoGP

A Federação Internacional de Motociclismo (FIM, na sigla em francês) e a Dorna Sports, empresa organizadora da modalidade, anunciaram que a etapa das Américas, em Austin, EUA, das categorias MotoGP, Moto2 e Moto3, foi adiada de 5 de abril para 15 de novembro. Logo depois foi a vez de ser anunciado o adiamento da etapa da Argentina, no circuito de Termas de Río Hondo, de 19 de abril para 22 de novembro. A prova seria a quarta da temporada, que, agora terá início no dia 3 de maio, com a etapa da Espanha, no circuito de Jerez de la Frontera.

Surfe

A pandemia também afetou o surfe. O Circuito Mundial de Surfe anunciou o cancelamento da primeira etapa da temporada, que seria disputada em Gold Coast, na Austrália. A janela de disputas aconteceria entre 26 deste mês e 5 de abril. O Estado preparou uma lista das principais alterações no esporte mundial em razão do Covid-19.

Maratona

Uma das principais competições do atletismo, na capital japonesa, teve apenas corredores profissionais devido ao coronavírus. Apesar de aproximadamente 38.000 estarem inscritos, só cerca de 200 participaram da maratona, por decisão da organização da prova. O temor também afastou o público, bem menor do que nos últimos anos. Outras das principais maratonas do mundo, as de Londres e de Boston foram adiadas. A maratona de São Paulo também ocorrerá em outra data, que será no segundo semestre de 2020, mas ainda não foi anunciada. Outras corridas de rua na capital paulista foram suspensas até 30 de abril. A maratona do Rio de Janeiro, incialmente prevista para junho, agora deve ser disputada em outubro.

Aberto de Xian cancelado

O torneio feminino de tênis, previamente marcado para começar em 13 de abril, acabou cancelado devido à doença. Em nota, a Associação de Tênis Feminino (WTA) ressaltou a importância de colocar a saúde em primeiro lugar. "Estamos muito atentos à situação, porque não há nada mais importante do que proteger a saúde de nossos jogadores, membros da WTA e fãs".

Torneios de tênis suspensos

A ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) decidiu suspender pelas próximas seis semanas todo o circuito profissional. Antes, a prefeitura de Miami já havia cancelado qualquer evento na cidade com aglomeração de pessoas.

Automobilismo

Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) suspendeu, por tempo indeterminado, a realização de corridas automobilísticas em todo o País por causa da pandemia do novo coronavírus.

Stock Car sem estrangeiros

Com receio do estágio avançado do coronavírus em vários países, a organização da Stock Car e da Stock Light decidiram vetar a participação de pilotos estrangeiros nas categorias. 

Vôlei de Praia

A Federação Internacional de Vôlei (FIVB) decidiu adiar as etapas do Circuito Mundial de Vôlei de praia programadas para abril por causa da pandemia de coronavírus.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.