Arquivo/AE
Arquivo/AE

Coronel Marinho levará Vanderlei Luxemburgo ao tribunal

Presidente da arbitragem de São Paulo está indignado com declarações do treinador do Palmeiras

André Rigue, estadao.com.br

25 de maio de 2009 | 17h26

As declarações do técnico Vanderlei Luxemburgo foram repudiadas nesta segunda-feira pelo coronel Marcos Marinho, presidente da comissão de arbitragem da Federação Paulista de Futebol (FPF). Após o jogo contra o São Paulo, pelo Brasileirão, o treinador do Palmeiras disse que o dirigente precisava "tirar a camisa são-paulina de baixo."

 

Veja também:

linkLuxa: ‘Coronel Marinho tem de tirar a camisa do São Paulo’

linkPalmeiras esquece São Paulo e já pensa na Libertadores

especial Visite o canal especial do Brasileirão

especial Jogue o Desafio dos Craques

tabela Brasileirão Série A - Classificação e Calendário

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

Marinho confirmou ao estadao.com.br que levará o técnico do Palmeiras à Justiça Desportiva. "Até amanhã [terça-feira] devo entrar com uma interpelação. Nunca privilegiei nenhum clube. Só tenho a lamentar as declarações do Luxemburgo e dizer que o trabalho que a gente realiza na FPF é muito sério."

 

Luxemburgo deu as declarações por não concordar com a atuação do árbitro Rodrigo Braghetto, que deixou de marcar um pênalti sobre o jogador Diego Souza aos 9 minutos do segundo tempo - o clássico terminou no 0 a 0.

 

Os problemas entre Luxemburgo e Marinho são antigos. Sempre que o treinador do Palmeiras reclama da arbitragem, ele cita o coronel como uma pessoa com "pouca experiência para o cargo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.