Corpo de Júnior deixa a Índia

O corpo do brasileiro Cristiano Lima Júnior deixou a Índia nesta segunda-feira, uma semana após sua morte em campo, durante uma partida por um torneio local. A previsão é de chegar terça a Brasília, onde deve passar por nova autópsia e ser enterrado.Júnior morreu aos 25 anos, no último dia 5, logo após marcar o seu segundo gol na vitória do Dempo, por 2 a 0, sobre o Mohun Bagan na final da Federation Cup, na cidade de Bangalore, no sul da Índia. No lance, ele levou um golpe do goleiro adversário, Subrata Pal, que atingiu sua cabeça e caiu no gramado.A autópsia realizada em Bangalore apontou parada cardíaca com a causa da morte. Inconformada com esse resultado, a viúva de Júnior, Juliana, tentou realizar uma nova autópsia, dessa vez na cidade de Goa, onde eles moravam, mas não conseguiu.?Agora se fará uma segunda autópsia no Brasil?, revelou o secretário da Federação Indiana de Futebol, Alberto Colaco, apontando questões legais do país para a não realização da segunda autópsia. A entidade, inclusive, suspendeu o goleiro que atingiu o jogador brasileiro e o árbitro daquela partida, por não ter punido o agressor.Na saída da Índia, Júnior recebeu uma última homenagem dos colegas que fez no Dempo. Jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes se reuniram para a despedida. Colocaram uma bandeira do clube sobre o caixão do brasileiro e o levaram até o avião ao som da marcha fúnebre, tocada pela banda da polícial local.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.