Correa torce pelo retorno de Baiano

O Palmeiras negocia a volta de Baiano, o que vai livrar Correa de um enorme pesadelo: a lateral-direita. Por mais que tenha ouvido de torcedores e comentaristas que ele deveria assumir de uma vez por todas a posição, o volante não se convence.?Ouço muita gente dizer que eu poderia até chegar à seleção brasileira jogando como lateral-direito, mas acho que sou um pouco cabeça-dura. O que eu quero mesmo é jogar na minha posição de origem, no meio-de-campo. Se for o caso, disputo até uma posição ali?, avisou Correa.Com a iminente chegada de Baiano, que já acertou sua saída do Boca Juniors e negocia com o Palmeiras, o jogo contra o Paysandu, domingo, em Belém, pode ser o último de Correa como lateral.Nesta quarta-feira, ele até comemorou a volta de Baiano. ?Além de um grande companheiro e uma ótima pessoa, é um jogador que conhece como poucos a posição (a lateral-direita). Isso é ótimo para o Palmeiras e não deixa de ser bom para mim, já que poderei atuar onde eu gosto?, afirmou Correa.Mas enquanto Baiano não chega, Correa vai encarar numa boa a lateral. ?O momento é de entrega total. Prefiro deixar a coisa acontecer normalmente. Enquanto isso, vou continuar colaborando com a equipe, jogando na lateral?, disse.Além da improvisação de Correa, Paulo Bonamigo terá de escolher substitutos para Alceu e Sérgio Gioino, suspensos pelo terceiro cartão amarelo. No treino coletivo desta quarta-feira, começou com Daniel na defesa e Washington no ataque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.