Correção: Argentina é campeã do Sul-Americano Sub-17

A nota enviada anteriormente continha um erro no título. Segue a versão corrigida:

AE, Agência Estado

28 de abril de 2013 | 21h21

A Argentina fez a festa de sua torcida e, em casa, faturou neste domingo o título do Campeonato Sul-Americano Sub-17. A seleção argentina entrou em campo para a última rodada do hexagonal final precisando somente do empate diante da Venezuela, ficou no 2 a 2 e levantou o troféu. Leonardo Suárez marcou os dois gols e foi o herói da conquista - Andrés Ponce e Peña marcaram para os venezuelanos.

De quebra, a Argentina levou uma das quatro vagas para o Mundial da categoria, que será disputado nos Emirados Árabes Unidos, entre outubro e novembro deste ano, ao lado dos venezuelanos, brasileiros e uruguaios.

Os argentinos terminaram o hexagonal final do Sul-Americano na liderança por causa do saldo de gols, já que tiveram os mesmos nove pontos da vice-campeã Venezuela e do terceiro colocado Brasil. O Uruguai terminou com oito pontos, enquanto o Paraguai teve quatro e o Peru não conseguiu somar pontos.

Com vaga garantida no Mundial da categoria, o Brasil não passou de um empate por 2 a 2 diante do Paraguai, também neste domingo, na cidade de San Luis, resultado que, antes do começo de Argentina x Venezuela, já acabava com as chances da equipe de ficar com o título da competição. Comandada pelo técnico Alexandre Gallo, a seleção vencia o jogo até os 46 minutos do segundo tempo, quando viu Sanabria empatar com um chute que desviou no lateral-direito Jeferson e enganou o goleiro Marcos.

O atacante Kenedy, do Fluminense, foi o principal personagem do jogo. Ele marcou os dois gols da seleção brasileira, ambos de cabeça, mas perdeu chance inacreditável, sem goleiro, que selaria a vitória, e ainda errou no início do gol de empate do time paraguaio, que havia saído na frente, no primeiro tempo, com Rolón.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSul-Americano Sub-17Argentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.