Divulgação
Divulgação

Doping: volantes do Inter podem ser suspensos por 4 anos

Nilton e Wellington são denunciados pelo STJD

Estadão Conteúdo

27 Novembro 2015 | 15h21

Os volantes Nilton e Wellington, do Internacional, foram denunciados na última quinta-feira pela procuradoria ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) após serem flagrados em exames antidoping realizados em setembro. Os processos devem entrar na pauta de julgamentos na próxima semana e cada um deles pode levar até quatro anos de suspensão.

Os dois colorados testaram positivo para hidroclorotiazida e clorotiazida, sendo que Nilton teve resultado adverso em dois exames num período de duas semanas. As substâncias apontadas não apresentam ganho de rendimento, mas são listadas como diuréticos e agentes mascarantes pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês).

Conforme manda o Código Brasileiro de Justiça Desportiva, os dois estão suspensos provisoriamente por 30 dias, enquanto aguardam julgamento. Pelo que indica a denúncia da procuradoria, na defesa prévia os atletas alegaram que ingeriram as substâncias proibidas em suplementos alimentares, o que não minimiza o doping.

"A utilização de um qualquer suplemento que contenha substância proibida, da mesma natureza da encontrada nos fluidos do atleta, configura doping intencional, trapaça, gera riscos para a saúde do atleta permitindo a aplicação da pena do tipo", escreve a denúncia. A procuradoria pede a aplicação das penas previstas no artigo 19 da Norma da FIFA, que prevê a suspensão por até quatro anos.

Mais conteúdo sobre:
futebolInterBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.