Corrupção leva 5 à prisão em Portugal

Os árbitros Paulo Paraty, Jacinto Paixão, Martins dos Santos e Augusto Duarte e o empresário Antônio Araújo, que representa os brasileiros Pepe e Leandro, do Porto, foram detidos pela polícia portuguesa durante investigação do caso Apito Dourado, que apura irregularidades na arbitragem e corrupção no esporte. O presidente do Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, foi intimado a depor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.