Dhavid Normando/Photocamera
Dhavid Normando/Photocamera

Cortado na Colômbia, Valencia diz estar 'muito triste'

Volante se recupera de lesão na coxa esquerda

Agência Estado

29 de maio de 2014 | 16h36

BUENOS AIRES - O volante Edwin Valencia comentou nesta quinta-feira seu corte da seleção colombiana, que se encontra em Buenos Aires em preparação para disputar a Copa do Mundo. O treinador José Pekerman anunciou no dia anterior que o jogador do Fluminense, com dores musculares na coxa esquerda, não seguiria com o elenco por causa de problemas físicos que o impediriam de competir no Mundial no Brasil.

"É uma notícia muito triste para mim, porque eu tinha o sonho de representar minha seleção nacional na Copa do Mundo no Brasil, país onde jogo desde 2007", disse Valencia, que defendeu o Atlético-PR de 2007 a 2010 e, depois, está no Fluminense desde então.

Apesar da sua ausência, Valencia diz confiar numa boa campanha colombiana. "Agora vou me recuperar e ficar na torcida para a Colômbia fazer um grande Mundial. Temos uma das melhores seleções e confio nos amigos e companheiros que ficam para a disputa", completou o volante.

Sorteada no Grupo C da competição, a seleção colombiana vai enfrentar a Grécia em sua estreia, em 14 de junho, no Mineirão, em Belo Horizonte. Em seguida, viaja a Brasília para encarar a Costa do Marfim no Mané Garrincha, em 19 de junho, e termina participação na primeira fase contra o Japão, em Cuiabá, na Arena Pantanal, em 24 de junho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.