Divulgação
Divulgação

Corte Arbitral do Esporte mantém punição e croata está fora da Copa

Órgão rejeita recurso de Simunic, que havia sido acusado pela Fifa de ato nazista

O Estado de S. Paulo

12 de maio de 2014 | 10h13

LAUSANNE - A Corte Arbitral do Esporte (CAS) rejeitou a apelação feita pela Federação Croata de Futebol e confirmou a punição aplicada pela Fifa em fevereiro ao zagueiro Josip Simunic por ato nazista. Com isso, o defensor teve mantida a suspensão de dez jogos oficiais e ficará de fora da Copa do Mundo de 2014.

Em 19 de novembro do ano passado, em Zagreb, o jogador pegou o microfone após a seleção confirmar a vaga para a Copa e foi até o centro do campo. Para a torcida, o zagueiro pronunciou frases idenficadas como usadas pelo grupo Ustase, facção nazista que governou o país durante a II Guerra Mundial. "Para a batalha, pela terra Natal", disse o jogador. A torcida respondeu: "estamos prontos". A Fifa considerou o atleta culpado por ofender a dignidade das pessoas por palavras discriminatórias.

No dia 9 de abril, Simunic entrou com um recurso para cancelar a pena ou para ficar em período probatório de um ano. O croata explicou que não teve o objetivo de insultar ninguém, mas sim, de compartilhar sentimentos patrióticos com a torcida depois de bater a Islândia, pela repescagem europeia.

Os árbitros da CAS rejeitaram os argumentos do jogador e explicaram que as expressões utilizada por Simunic foram uma clara referência às palavras utilizada pelo grupo Ustase.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.