Nilton Fukuda/AE
Nilton Fukuda/AE

Cortez diz que sua prioridade é defender no São Paulo

Para jogador, setor tem atrapalhado o desempenho da equipe como mandante no Paulistão

Bruno Deiro, Agência Estado

15 de fevereiro de 2012 | 11h44

SÃO PAULO - O lateral-esquerdo Cortez reconheceu nesta quarta-feira que está tentando mudar o seu estilo de jogo no São Paulo. Marcado pela força no apoio na sua passagem pelo Botafogo, pelo Campeonato Paulista, o jogador assumiu que está mais preocupado em defender para depois avançar ao ataque no início da sua passagem pelo clube do Morumbi.

"Desde que cheguei aqui, o Leão e os outros jogadores de defesa têm conversado comigo. O meu primeiro objetivo é defender e ajudar a equipe, e depois ir para frente. Estou buscando aperfeiçoar a marcação", afirmou o lateral-esquerdo, preocupado em dar segurança defensiva ao São Paulo.

Mais marcador, Cortez avaliou que a defesa tem atrapalhado o desempenho da equipe como mandante no Campeonato Paulista. Nos últimos dois jogos no Morumbi, o time apenas empatou com Guarani e Comercial, ambos por 1 a 1. "Sabemos dessa situação. As equipes vêm muito fechadas, estamos nos expondo muito e tomando gol. Isto está complicando para vencer os jogos", disse.

O volante Casemiro fez constatação parecida, mas ressaltou que o São Paulo não deve mudar o seu estilo de jogo e adotar maiores precauções defensivas. "Sabemos que jogar no contra-ataque é mais fácil. Mas no Paulista temos que tomar a iniciativa. Às vezes não dá certo mas o Leão está vendo e nos próximos jogos temos que encaixar melhor", comentou.

Derrotado pelo rival Corinthians no último domingo, o São Paulo volta a jogar na quinta-feira, no Morumbi, contra o Paulista, às 19h30, em partida válida pela oitava rodada do Campeonato Paulista. A equipe está em quarto lugar no torneio, com 14 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.