Costa do Marfim tem "uma faca no pescoço", diz técnico

O técnico da seleção da Costa do Marfim, o francês Henri Michel, disse nesta quinta-feira que sua equipe vai jogar para ganhar a partida marcada contra a Holanda, nesta sexta, em Stuttgart. "O problema é simples: uma derrota contra a Holanda nos mandará para casa. Espero que não tenhamos vindo ao Mundial para retornarmos tão cedo. Estamos com uma faca no pescoço".Michel afirmou ainda que seus jogadores já superaram a derrota de 2 a 1 para a Argentina, na partida inaugural, e estão concentrados na seleção holandesa. "Este jogo é sumamente importante para nós, já que estamos em uma posição inferior no grupo. Sabemos da qualidade da Holanda, em que a chave é o meio-de-campo, bem equilibrado e muito eficiente. E, evidentemente, todos conhecem as qualidades do ataque da equipe".Argentina e Holanda lideram o grupo C, com três pontos cada. Costa do Marfim e Sérvia e Montenegro, ambas sem ter pontuado an primeira rodada, podem ser eliminadas em caso de novas derrotas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.