Costa do Marfim vence Coreia do Norte, mas é eliminada

A Costa do Marfim encerrou a sua participação na Copa do Mundo da África do Sul, nesta sexta-feira, com uma vitória por 3 a 0 sobre a Coreia do Norte, em partida disputada no estádio Mbombela, na cidade de Nelspruit, e válida pela terceira rodada do Grupo G.

LEANDRO SILVEIRA, Agência Estado

25 de junho de 2010 | 13h03

Com o triunfo, a seleção africana terminou com quatro pontos e saldo positivo de um gol, e em terceiro lugar na chave em que Brasil, com sete pontos, e Portugal, com cinco, avançaram às oitavas de final. A Coreia do Norte saiu da Copa do Mundo sem pontuar, com um gol marcado e 12 sofridos.

Com a eliminação da Costa do Marfim, o futebol africano terá apenas a seleção de Gana como representante nas oitavas de final da primeira Copa do Mundo em seu continente. África do Sul, Argélia e Camarões foram as outras equipes da África que deixaram o torneio precocemente.

A seleção marfinense entrou em campo com uma tarefa complicada. Para avançar às oitavas de final da Copa, a equipe precisava derrotar a Coreia do Norte e contar com uma vitória do Brasil e ainda reverter uma vantagem de oito gols de Portugal no saldo de gols. Antes da rodada, os portugueses tinham saldo positivo de sete gols contra um saldo de dois gols negativos dos marfinenses.

Já eliminada, a Coreia do Norte tinha como meta de se recuperar da derrota por 7 a 0 para a Costa do Marfim e encerrar a sua segunda participação na Copa do Mundo com um resultado mais honroso. A equipe voltou a ser derrotada, mas ao menos não foi goleada no seu terceiro jogo.

Como precisava de uma goleada histórica, a Costa do Marfim começou a partida pressionando a Coreia do Norte marcou dois gols nos primeiros 20 minutos. Mas apesar de ter o controle do jogo e da Coreia do Norte não oferecer muita resistência, a equipe não conseguiu manter o mesmo ritmo no restante do jogo. Ainda marcou um terceiro gol, mas insuficiente, até porque o Brasil apenas empatou com Portugal por 0 a 0.

O JOGO - A Costa do Marfim começou a partida no ataque e criou a sua primeira chance de gol logo no primeiro minuto. Keita foi lançado, entrou na grande área pela direita e finalizou para a defesa de Myong-Guk, que tirou a bola com os pés. Com postura ofensiva, os marfinenses marcavam a saída de bola da Coreia do Norte e pressionavam.

Aos 10 minutos, Gervinho invadiu a área pela esquerda e cruzou para o meio. A bola passou em cima da linha, mas nenhum jogador concluiu. Diante de tanta pressão, o primeiro gol da Costa do Marfim não demorou a sair. Aos 14, Boka fez cruzamento, Yaya Touré dominou e bateu colocado, no canto esquerdo do gol norte-coreano.

Precisando de uma goleada para avançar na Copa do Mundo, os marfinenses mantiveram a pressão. Aos 17 minutos, Romaric chutou forte de longe, a zaga não conseguiu fazer o corte e a bola acertou a trave direita antes de sair pela linha de fundo. O segundo gol da Costa do Marfim aconteceu aos 20. Drogba recebeu cruzamento na área e finalizou, acertando o travessão. No rebote, Romaric marcou de cabeça.

Dominada, a Coreia do Norte conseguia assustar em raros contra-ataques. E a equipe conseguiu ser perigosa em uma cobrança de falta. Aos 24 minutos, Hong Yong-Jo bateu colocado e a bola foi para fora, mas muito perto do travessão do gol da Costa do Marfim.

Apesar de não manter o mesmo volume de jogo dos minutos iniciais, os marfinenses ainda conseguiam criar boas chances de gol. Aos 38 minutos, Gervinho recebeu bom passe de Romaric, penetrou na grande área pela direita e chutou cruzado. A bola bateu na trave e saiu à direita da meta.

A Costa do Marfim continuou com o controle do jogo no segundo tempo, mas tinha dificuldades para criar chances de gol por errar muitos passes no meio de campo e não mostrar a mesma criatividade do começo da partida. Insatisfeito com o rendimento do ataque marfinense, o técnico Sven-Goran Eriksson promoveu as entradas de Dindane e Kalou para dar mais velocidade ao time.

A estratégia surtiu efeito inicialmente e a Costa do Marfim conseguiu chegar com mais perigo. Aos 23 minutos, Romaric chutou forte de esquerda de fora da área, mas Myong-Guk espalmou a bola, evitando o gol marfinense. Diante da ineficiência dos adversários, a Coreia do Norte se arriscou no ataque e perdeu boa chance aos 35. Tae-se dominou na grande área e chutou rasteiro, mas Barry salvou com o pé. No rebote, o atacante chutou em cima de um defensor.

O susto parece ter assustado a Costa do Marfim, que chegou ao terceiro gol aos 37 minutos. Boka cruzou na área, Kalou se antecipou aos defensores norte-coreanos e desviou com o pé direito, na saída do goleiro Myong-Guk. O triunfo, porém, foi insuficiente para manter a Costa do Marfim na Copa do Mundo.

FICHA TÉCNICA:

Coreia do Norte 0 x 3 Costa do Marfim

Coreia do Norte - Ri Myong-Guk; Cha Jong-Hyok, Pak Chol-Jin, Ra Jun-Il, Ji Yun-Nam e Ri Kwang-Chon; Hong Yong-Jo, An Yong-Hak, Pak Nam-Chol e Mun In-Guk (Choe Kum-Chol); Jong Tae-Se. Técnico: Kim Jong Hun.

Costa do Marfim - Barry; Eboué, Touré, Zokora e Boka; Romaric (Doumbia), Yaya Touré e Tioté; Keita (Kalou), Gervinho (Dindane) e Drogba. Técnico: Sven-Goran Eriksson.

Gols - Yaya Touré, aos 14, e Romaric, aos 20 minutos do primeiro tempo; Kalou, aos 37 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Alberto Undiano Mallenco (Espanha).

Local - Estádio Mbombela, em Nelspruit (África do Sul).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.