Costa Rica admite surpresa por confronto com a Grécia

Fato foi admitido pelo meia Yeltsin Tejeda, que disse que sua equipe terá de reavaliar a preparação tática para o jogo do próximo domingo

Agência Estado

25 de junho de 2014 | 16h58

A classificação dos gregos para as oitavas de final da Copa do Mundo, nos últimos minutos da partida contra a Costa do Marfim nesta terça-feira, surpreendeu a todos, inclusive o elenco da futura adversária nas oitavas de final, a Costa Rica. O fato foi admitido pelo meia Yeltsin Tejeda, que disse que sua equipe terá de reavaliar a preparação tática para o jogo do próximo domingo.

"Estávamos achando que enfrentaríamos a Colômbia ou a Costa do Marfim, mas no fim veio o time menos esperado. Temos que trocar o material de vídeo (que vamos assistir)", afirmou o jogador de 22 anos, que atua no futebol costa-riquenho pelo Deportivo Saprissa.

Tejeda disse que apesar dos resultados expressivos obtidos no Grupo D, contra as seleções campeãs mundiais Uruguai, Itália e Inglaterra, a postura contra a Grécia - outra surpresa nas oitavas de final - tem que ser a mesma.

"Eles (gregos) estão na Copa do Mundo e derrotaram o excelente time da Costa do Marfim", destacou, rejeitando o rótulo de favoritos. "Se chegaram até aqui, é porque foram melhores. E nós temos que ir passo a passo, ter a mente limpa", completou. 

O duelo entre Costa Rica, líder do "grupo da morte", e a Grécia, segunda colocada do Grupo C, está marcado para as 17 horas do próximo domingo, na Arena Pernambuco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.