Costa Rica festeja vitória sobre Itália como um título

Com a vitória sobre os italianos, os centroamericanos conseguiram repetir o feito da Copa de 90, disputada na Itália

Daniel Batista - enviado especial a Recife, O Estado de S. Paulo

20 de junho de 2014 | 18h01

A festa pela classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo era como se fosse de campeão para a Costa Rica. Jogadores se abraçavam e vibravam com a vitória que assombrou o mundo contra a favorita Itália, pelo Grupo D da Copa do Mundo, o "grupo da morte". Um fato curioso é que ao final da partida, sete jogadores da equipe caribenha tiveram que passar pelo exame antidoping, enquanto apenas três italianos foram escolhidos.

"Me parece um pouco estranho, mas não podemos fazer nada a respeito. Não temos o que esconder. Vamos nos preparar bem para as oitavas. Talvez não creiam no que fizemos", afirmou Bryan Ruiz, autor do gol da vitória por 1 a 0 sobre a Itália. "Surpreende um pouco tudo isso, mas não podemos fazer nada a respeito", completou. No intervalo do jogo, ainda alguns jogadores das duas equipes discutiram, mas foram rapidamente acalmados por outros companheiros.

O técnico Jorge Luiz Pinto deixou de lado toda a confusão e celebrou a conquista. "Estamos muito felizes por tudo e o gol veio em um momento oportuno. Esse é um momento histórico. Temos grandes jogadores, que são motivos de orgulho para o país. Queremos fazer mais e ganhar a próxima partida", avisou o treinador.

Com o resultado, a Costa Rica já está classificada para as oitavas de final. A última vez que isso aconteceu foi na Copa de 1990, quando passaram em um grupo que tinha Brasil, Suécia e Escócia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.