Costa Rica será convidada para Copa América, diz AFA

Entidade busca seleção para substituir o Japão, que anunciou sua desistência nesta segunda

AE-AP, Agência Estado

17 de maio de 2011 | 10h04

A Costa Rica será convidada para substituir o Japão na Copa América, que será disputada entre os dias 1.º e 24 de julho, na Argentina. A informação foi confirmada nesta terça-feira pela Associação de Futebol Argentino (AFA), um dia depois de o Japão anunciar que não jogará a competição.

Os japoneses desistiram de disputar a Copa América por causa dos efeitos drásticos provocados pelo terremoto, seguido por um tsunami, que atingiu o país em 11 de março. O presidente da Associação Japonesa de Futebol, Junji Ogura, enviou carta a Nicolás Leoz, presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), argumentando que seu país está muito atarefado em reconstruir as áreas devastadas e salvar vidas, acrescentando que teria muitos inconvenientes para reunir seus principais jogadores, que atuam na Europa e não seriam liberados.

Por meio de nota publicada em seu site oficial, a AFA informou que a Conmebol fará nas próximas horas o convite oficial para a Costa Rica jogar a Copa América. Caso os costarriquenhos aceitem o convite, fato que deverá ocorrer, o país irá ocupar um lugar no Grupo 1 do torneio, que contará também com Argentina, Colômbia e Bolívia.

O técnico da seleção argentina, Sergio Batista, lamentou a ausência do Japão da Copa América, mas enfatizou que o seu país precisa estar pronto para encarar qualquer adversário. "Se não é o Japão pode ser a Costa Rica, um time que conhecemos. Seja o rival que for nós iremos nos preparar", disse o treinador, horas antes de os japoneses oficializarem a sua desistência da competição.

Essa foi a segunda vez que o Japão anunciou a sua decisão de não jogar a Copa América. No último dia 3 de abril, o país comunicou pela primeira vez que não teria condições de atuar na competição, mas, duas semanas depois, voltou atrás e disse que participaria do evento em solo argentino. Porém, nesta segunda-feira, veio a decisão definitiva da desistência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.