Juan Carlos Ulate/Reuters
Juan Carlos Ulate/Reuters

Costa Rica viaja para a Inglaterra e vê ida à 2ª fase como meta para a Copa

No domingo, equipe centro-americana derrotou a Irlanda do Norte por 3 a 0

O Estado de S.Paulo

04 Junho 2018 | 20h01

Um dia depois de se despedir de sua torcida com uma convincente vitória por 3 a 0 sobre a Irlanda do Norte, em San José, a Costa Rica embarcou nesta terça-feira para a Inglaterra. Será no país que a seleção centro-americana, uma das adversárias do Brasil, encerrará a preparação para mais uma Copa do Mundo, este ano, na Rússia.

+ Confira a lista dos 23 convocados para a Copa de todas as seleções

+ Sérvia leva gol no fim e perde para Chile em amistoso antes da Copa

+ Fora da Copa, Itália e Holanda ficam no empate por 1 a 1 em amistoso

A delegação costarriquenha embarcou sem conceder entrevistas. De acordo com a programação, a seleção fará uma breve escala em Madri antes de chegar à Inglaterra, onde treinará nos próximos dias na cidade de Leeds. Neste mesmo local, a equipe realiza um amistoso contra os donos da casa, nesta quinta. Quatro dias mais tarde, fecha a preparação diante da Bélgica, em Bruxelas.

"Somos conscientes de que as partidas contra a Inglaterra e a Bélgica são importantíssimas, principalmente porque são seleções que estão entre as melhores do mundo. Assim, devemos aproveitá-las ao máximo", comentou o defensor Bryan Oviedo.

A seleção costarriquenha foi uma das grandes surpresas da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, quando chegou às quartas de final e só parou nos pênaltis diante da Holanda. Na Rússia, a meta da equipe é repetir a façanha.

 

"Está claro que a torcida está pensando alto, assim como nós estamos. A torcida, assim como mós, tem a esperança de poder chegar à segunda fase", declarou o técnico Óscar Ramírez.

A Costa Rica está no Grupo E da Copa do Mundo, o mesmo do Brasil. A chave conta também com Suíça e Sérvia, adversária da estreia da seleção centro-americana no dia 17 de junho, em Samara.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.