Cotado, Cuca lamenta 'problemas particulares' e nega chance de assumir São Paulo

Cotado como possível novo técnico do São Paulo, que ainda luta para definir um comandante para a próxima temporada, Cuca descartou neste domingo qualquer chance de assumir o cargo. Na última quinta-feira, o empresário do treinador, Eduardo Uram, já havia avisado que ele não pretendia assumir qualquer equipe no começo de 2016. E agora o próprio Cuca ratificou a versão do seu agente.

Estadão Conteúdo

13 de dezembro de 2015 | 21h30

O técnico se tornou alvo do São Paulo após deixar o Shandong Luneng, da China, mas ressaltou que no momento precisa cuidar de questões familiares e ficar um período afastado do futebol. Ele seria um nome forte para assumir o lugar de Doriva, último técnico efetivo que foi demitido pelo clube do Morumbi, mas não será no início de 2016 que o treinador irá iniciar uma segunda passagem pelo comando tricolor - esteva do clube anteriormente em 2004.

"Estou com problemas particulares, o Cuquinha (auxiliar e irmão de Cuca) teve um problema cardíaco ainda na China, ele está se recuperando, e também há outros problemas. Hoje quero cuidar da minha família", ressaltou o treinador, em entrevista à Rádio Bandeirantes neste domingo.

Cuca, entretanto, admite que gostaria de voltar a treinar o São Paulo, depois de ter ajudado a formar a base da equipe que em 2005 se consagraria tricampeã da Libertadores e do Mundial de Clubes da Fifa, já sob o comando de Paulo Autuori.

"Eu gosto muito do São Paulo, em 2004 estive lá, com o doutor Marcelo Portugal (Gouveia, ex-presidente do clube) e nosso amigo doutor Juvenal (Juvêncio), que faleceu recentemente. Tive uma boa passagem. Se Deus quiser, a gente um dia volta", completou Cuca, lembrando que atualmente não está com a "cabeça boa" para assumir o São Paulo, tendo em vista os problemas familiares que enfrenta.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCCuca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.