Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Coudet prevê dificuldades no Inter: 'Quando se junta três torneios, é duro'

Técnico admite que deve poupar alguns jogadores na sequência do Brasileirão, Libertadores e Copa do Brasil

Redação, Estadão Conteúdo

04 de novembro de 2020 | 09h48

Classificado às quartas de final da Copa do Brasil com a vitória por 2 a 1 sobre o Atlético Goianiense, na terça-feira, em Porto Alegre, o Internacional se mantém em três competições ao mesmo tempo na temporada. Para poder também se manter na briga pelos títulos do Campeonato Brasileiro, no qual é o líder após 19 rodadas, e da Copa Libertadores - encara o Boca Juniors nas oitavas -, o técnico argentino Eduardo Coudet explicou as razões de mudar o time em relação a jogos passados.

"Trataremos de jogar da melhor maneira e cada vez vamos colocar uma nova equipe em campo, como foi na outra partida, como foi hoje (terça-feira). Vamos tratar de poupar alguns jogadores para analisar sempre quem está melhor para partida e penso que isso aconteceu bem nesta noite. Sempre colocarei um time competitivo, mas é evidente que todos os jogadores não podem jogar todas partidas", explicou em entrevista coletiva no estádio Beira-Rio.

Coudet reconheceu que o seu time não esteve inspirado e fez uma partida conservando a vantagem obtida no jogo de ida - vitória por 2 a 1, na semana passada, em Goiânia. "Acredito que em todas as competições vamos enfrentar equipes difíceis. Sempre digo, às vezes jogamos o que queremos e as vezes o que podemos. Venho reiterando que quando tudo se apertar, será mais difícil fazer isto. Vai ser duro", salientou.

No primeiro tempo, o Internacional apresentou dificuldades e foi pressionado pelo Atlético Goianiense. Então, Coudet mandou a campo o meia Edenilson e o atacante Thiago Galhardo depois do intervalo. Os dois titulares deram mais força ao time, que marcou duas vezes em 20 minutos e encaminhou a vitória. "Quando não temos jogadores com as mesmas características, buscamos nos adaptar e ser inteligentes. Tratamos de ver quais que melhor chegam. Óbvio que quando acumula, fica muito difícil. Mas reitero. Eu sempre falo a verdade, o que penso. Podem até não gostar de escutar, mas eu não gosto de mentir", disse.

Agora o Internacional vira a chave e foca na partida contra o Coritiba, neste domingo, às 16 horas, no estádio Beira-Rio, pela 20.ª rodada do Brasileirão. O próximo rival na Copa do Brasil será conhecido nesta sexta-feira após um sorteio na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.