Adrian Dennis/AFP
Adrian Dennis/AFP

Courtois vê Bélgica 'madura' e projeta grande campanha na Copa do Mundo

Seleção é uma das mais badaladas do Mundial por contar com jogadores de destaque como Eden Hazard e Kevin De Bruyne

Marcio Dolzan, enviado especial / Sochi, O Estado de S.Paulo

17 Junho 2018 | 12h50

Terceira colocada no ranking da Fifa e com um time formado por bons jogadores - sendo dois acima da média, Eden Hazard e Kevin De Bruyne -, a seleção da Bélgica estreia na Copa do Mundo da Rússia nesta segunda-feira, diante do Panamá, às 12 horas (de Brasília), em Sochi, pensando em fazer história. O grupo não se considera um dos favoritos a ficar com o título, mas projeta uma grande campanha na competição.

+ Bélgica dispensa suplente e indica recuperação de Kompany

+ Zagueiro da Bélgica diz que tropeço contra o Panamá 'iniciaria uma crise'

"Temos qualidade, talento, ótimos jogadores, um grupo que se conhece bem e com a maioria dos atletas em sua plenitude", avaliou o goleiro Courtois antes do treino deste domingo no Fisht Stadium, em Sochi, o último antes da estreia. "Não somos um dos grandes favoritos, mas temos condições de avançar muito. Não podemos dizer que vamos ganhar ou que somos os melhores, mas temos condições de avançar muito nesta competição", repetiu.

Na última Copa, a Bélgica terminou líder de um dos grupos mais fáceis do Mundial - formado ainda por Argélia, Rússia e Coreia do Sul - vencendo as três partidas da primeira fase com dificuldades e por um único gol de diferença. Nas oitavas de final, precisou da prorrogação para superar os Estados Unidos, após empate por 1 a 1. O time acabou caindo nas quartas para a Argentina, ao perder por 1 a 0.

 

Agora, Courtois vê o time em melhor momento. "Todos os jogadores foram mais experimentados. Vivemos muitas coisas nesses quatro anos, disputamos grandes jogos. Estamos muito bem preparados", disse o titular da seleção e do Chelsea.

Para a estreia desta segunda-feira diante do Panamá, o técnico Roberto Martínez terá dois desfalques importantes. A dupla titular da zaga, Kompany e Vermaelen, recupera-se de lesão e não disputará a partida. Boyata e Alderweireld devem ir para o jogo.

Martínez pregou respeito aos panamenhos, que disputam sua primeira Copa do Mundo. "(A classificação do Panamá) É uma das grandes histórias deste Mundial. É a primeira Copa deles, e eles estão vivendo um sonho. Não podemos prever como será o jogo", considerou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.