Nelson Almeida/AFP
Nelson Almeida/AFP

Coutinho celebra estreia próxima na Rússia: 'Lutamos bastante para estar aqui'

Meia elogia trabalho feito na gestão do técnico Tite e preparação para partida contra a Suíça neste domingo, às 15h

Leandro Silveira, enviado especial / Rostov, O Estado de S.Paulo

16 Junho 2018 | 11h30

A contagem regressiva para a estreia do Brasil na Copa do Mundo está prestes a se encerrar. Após enfrentar turbulências na caminhada até a Rússia, o que incluiu a queda de Dunga e a contratação de Tite, a seleção chega ao torneio como uma das favoritas ao título, condição que tentará confirmar a partir deste domingo, quando vai enfrentar a Suíça, em Rostov, a partir das 15 horas (de Brasília).

+ Brasil lidera o desafio de acabar com a hegemonia europeia em Copas

+ Com jeitinho brasileiro, amigos fzem marcação cerrada no time de Tite

+ "Contra grandes, sempre jogamos bem", diz goleiro da Suíça

Um dos personagens dessa caminhada foi Philippe Coutinho, que disputou 13 jogos nas Eliminatórias pelo Brasil, com quatro gols marcados, o mais especial deles no clássico com a Argentina, vencido por 3 a 0, em novembro de 2016. "Lutamos bastante para estar aqui. Esperamos começar com o pé direito no primeiro jogo. Trabalhamos bem nos anos que antecederam a Copa, então, vamos chegar preparados", afirmou, à CBF TV.

Philippe Coutinho fez parte do grupo da seleção brasileira que disputou as duas últimas edições da Copa América e, agora, aos 26 anos, terá a experiência de participar da primeira Copa do Mundo da sua carreira. "Esperei tanto por esse momento e estou sonhando com esse título", admitiu o meia, que trocou o Liverpool pelo Barcelona no início do ano.

 

A seleção brasileira iniciou a sua preparação para a Copa em 21 de maio, na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), depois passando por Londres, onde treinou, e indo a Liverpool e Viena, para amistosos contra Croácia e Áustria, vencidos por 2 a 0 e 3 a 0, respectivamente.

Assim, Philippe Coutinho assegura que o Brasil chega bem preparado à Copa. "Todas as etapas são importantes. Essas foram as fases finais, com os amistosos, treinos em Londres e em Sochi, onde temos estrutura e também um ambiente perfeito para os treinos. Agora é colocar em campo", concluiu.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.