Frank Augstein/AP
Frank Augstein/AP

Coutinho e Messi marcam, Barcelona supera o Tottenham e afasta má fase

Catalães fazem 4 a 2 sobre ingleses, no Wembley, e encerram sequência de três empates pelo Espanhol

Estadão Conteúdo

03 Outubro 2018 | 18h40

Abalado por uma sequência de três empates pelo Campeonato Espanhol, sendo dois em jogos em casa, o Barcelona afastou a má fase em grande estilo nesta quarta-feira. Com um gol do brasileiro Philippe Coutinho e dois de Lionel Messi, o time venceu o Tottenham por 4 a 2, no estádio de Wembley, em Londres, e garantiu o seu segundo triunfo em duas partidas disputadas pelo Grupo B da Liga dos Campeões.

E essa também foi a segunda vitória expressiva do Barça nesta edição da competição continental, na qual havia estreado com uma goleada por 4 a 0 sobre o PSV, na Espanha. Assim, já acumula seis gols de saldo e está na ponta da chave, com seis pontos. 

A Inter de Milão também alcançou a mesma pontuação neste grupo ao derrotar o time holandês por 2 a 1, de virada, em Eindhoven, em outro duelo desta quarta-feira. O time italiano, porém, é vice-líder por ter saldo de gols inferior - na estreia derrotou o Tottenham, também por 2 a 1, em casa.

Desta forma, Tottenham e PSV dividem a lanterna do Grupo B, sem nenhum ponto, e farão um confronto de desesperados no próximo dia 24, na Holanda, pois precisarão muito de uma vitória para aumentar as chances de classificação às oitavas de final. No mesmo dia, o Barça receberá a Inter no Camp Nou no confronto que valerá o topo da chave.

O JOGO

Determinando a apagar a impressão ruim que deixou para os seus torcedores nos três últimos duelos do Campeonato Espanhol, o Barcelona começou o confronto desta quarta com tudo e abriu o placar logo no primeiro minuto. Após receber lançamento de Messi pelo lado esquerdo do ataque, Jordi Alba aproveitou uma inexplicável saída atabalhoada do goleiro Lloris em sua direção e apenas rolou a bola no meio para Philippe Coutinho, que bateu de primeira com categoria, de fora da área, para o gol vazio.

O capitão da seleção francesa campeã do mundo na Rússia estava fora do Tottenham há seis jogos, por motivo de lesão, mas começou o duelo decepcionando a torcida que encheu as dependências de Wembley, cujo público foi de 82.137 pessoas. E o goleiro voltaria a tomar mais um gol aos 27 minutos. Após novo lançamento de Messi, Suárez ajeitou de peito perto da linha de fundo para Philippe Coutinho, que não conseguiu finalizar pelo alto, mas deu passe para trás e serviu Rakitic, que, da entrada da área, foi o autor de uma pintura ao acertar lindo chute pelo alto em que a bola bateu na trave direita de Lloris e entrou.

O Barcelona começou o segundo tempo dando a impressão de que aplicaria uma grande goleada, pois em apenas cinco minutos acertou duas bolas na trave em dois lances muito parecidos que foram finalizados por Messi após arrancadas pelo meio.

Desfalcado dos lesionadores Aurier, Jan Vertonghen, Dele Alli, Mousa Dembélé e Christian Eriksen, o time londrino estava realmente enfraquecido, mas começou em seguida. Aos 6 minutos, em contra-ataque puxado pelo brasileiro Lucas Moura, Lamela recebeu a bola e deu passe para Harry Kane, que aplicou belo drible em Semedo e finalizou cruzado para descontar o placar.

A alegria da torcida local, porém, durou pouco. Aos 10 minutos, em mais uma linda jogada, Messi lançou Jordi Alba, avançou em velocidade e recebeu de volta do lateral. E o argentino, cara a cara com Lloris, apenas escolheu o canto para fazer 3 a 1.

A partida estava eletrizante e contou com mais uma bola na rede aos 20 minutos. Lamela recebeu pelo lado direito e arriscou o chute de fora da área. A bola desviou em Lenglet, do Barça, e acabou enganando Ter Stegen: 3 a 2.

O gol empolgou o Tottenham, que chegou a ficar perto do empate em boas jogadas com Lucas Moura. Porém, a noite era mesmo de Messi. Em nova jogada com participação de Jordi Alba, o lateral tocou da esquerda para Messi. No caminho do passe, o uruguaio Suárez fez um lindo corta-luz e deixou a bola passar para Messi, mais uma vez livre, decretar o 4 a 2.

No outro confronto deste grupo, o PSV chegou a garantir uma festa momentânea da sua torcida em Eindhoven ao abrir o placar com um gol de Pablo Rosario aos 27 minutos do primeiro tempo. Ainda na etapa inicial, porém, Radja Nainggolan empatou aos 44. E o gol da virada veio aos 15 do segundo tempo, com o argentino Mauro Icardi decidindo o duelo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.