Frank Augstein / AP Photo
Frank Augstein / AP Photo

Coutinho está pronto para iniciar 1º jogo pelo Liverpool na temporada, diz Klopp

Depois de polêmica por transferência, brasileiro pode iniciar jogo na vaga de Mané, suspenso

Estadão Conteúdo

15 de setembro de 2017 | 13h01

O meia Philippe Coutinho está pronto para finalmente fazer o seu primeiro jogo como titular do Liverpool nesta temporada 2017/2018 do futebol europeu. O técnico Jürgen Klopp confirmou nesta sexta-feira, em entrevista coletiva, que o jogador brasileiro reúne as condições ideais para estar em campo desde o início na partida deste sábado diante do Burnley, em casa, pela quinta rodada do Campeonato Inglês.

O treinador preferiu não adiantar a presença do jogador desde o início do confronto marcado para começar às 11 horas (de Brasília) deste sábado, no Anfield Road, mas deixou claro que isso deverá ocorrer. "Este não é o momento de falar em escalação para amanhã, mas ele deve estar pronto para jogar", avisou o comandante.

Coutinho está prestes a disputar o seu primeiro confronto como titular na temporada depois da frustrada tentativa de se transferir para o Barcelona, que acabou tendo recusadas uma série de altas propostas pelo jogador depois de perder Neymar para o Paris Saint-Germain.

O meio-campista fez a sua estreia pelo Liverpool nesta temporada apenas na última quarta-feira, quando o time empatou por 2 a 2 com o Sevilla, em casa, pela primeira rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões. Naquela ocasião, ele entrou apenas nos minutos finais do confronto.

Antes disso, o brasileiro perdeu o cinco primeiros duelos da equipe neste ciclo 2017/2018 do time inglês, sob a alegação oficial da equipe de que sofria com dores nas costas, embora no mesmo período a janela de transferências estivesse aberta e o jogador tenha manifestado publicamente o seu interesse de se transferir para o Barcelona.

O fato colocou em dúvida a real situação física de Coutinho, cuja presença na partida do último sábado contra o Manchester City, pelo Campeonato Inglês, chegou a ser cogitada após o atleta retornar ao time dos compromissos da seleção brasileira pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2018. Pela equipe nacional, entrou durante o segundo tempo dos jogos contra Colômbia e Equador.

Klopp, entretanto, justificou a ausência do meia contra o City dizendo que o meio-campista precisava de mais tempo de treinamentos para voltar a ser utilizado. E nesta sexta o comandante fez questão de enfatizar que a relação do atleta com a torcida do Liverpool segue sendo boa, apesar do desejo manifesto de saída para o Barça. Para o técnico, isso ficou claro durante a partida que a equipe fez diante do Sevilla na última quarta pela Liga dos Campeões.

"Fiquei realmente feliz pela forma como o público o recebeu. Para ele isso foi bom. Com certeza, estamos prontos para pensar sobre ele (contra o Burnley)", disse Klopp, que também destacou que o jogador vem treinando de "maneira excelente" nos últimos dias e assim deverá ser confirmado como titular de um time que não poderá contar com o atacante Sadio Mané. O senegalês foi suspenso por três partidas após ter sido expulso no massacre por 5 a 0 sofrido diante do City no último sábado.

O jogador recebeu o cartão vermelho após acertar uma solada no rosto do goleiro brasileiro Ederson, que recebeu atendimento médico por quase dez minutos e deixou o campo de maca, sendo levado para um hospital.

Antes de ser humilhado pelo time de Gabriel Jesus como visitante, o Liverpool vinha de uma expressiva goleada por 4 a 0 sobre o Arsenal, em casa. A equipe de Klopp ocupa a oitava posição do Campeonato Inglês, com sete pontos, três atrás do Manchester United e do Manchester City, que dividem a liderança.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.