Carl Recine/Reuters
Carl Recine/Reuters

Coutinho marca e leva o Liverpool às semifinais da Copa da Inglaterra

Brasileiro garante triunfo dos Reds contra o Blackburn Rovers

Estadão Conteúdo

08 de abril de 2015 | 17h46

O Blackburn Rovers pode não ter a força de outras épocas, como na década de 90, quando foi campeão inglês de 1994/1995, mas deu muito trabalho para o Liverpool. O time da segunda divisão do país segurou o poderoso rival o quanto pôde nesta quarta-feira, em casa, mas só não conseguiu parar Philippe Coutinho. O brasileiro marcou já no segundo tempo, garantiu o triunfo por 1 a 0 e a classificação para as semifinais da Copa da Inglaterra.

O Liverpool já havia encontrado bastante dificuldade na ida, em casa, quando empatou por 0 a 0. O mesmo resultado se manteve até os 25 minutos da etapa final, quando Coutinho apareceu. Assim, o time de Anfield Road se juntou aos já classificados Reading, Arsenal e Aston Villa, seu adversário nas semifinais, dia 19, em Wembley.

O primeiro bom momento desta quarta foi do Liverpool, com Allen, que finalizou mal. Mas a defesa da equipe não inspirava confiança, logo o Blackburn percebeu isso e cresceu. No início do segundo tempo, Mignolet precisou trabalhar em finalização de Cairney e impediu a abertura do placar.

A torcida do Blackburn empurrava a equipe para frente, empolgada com os erros da defesa adversária. Até que aos 11, os mandantes tiveram sua melhor chance. Conway cruzou para Corry Evans, que cabeceou bem e exigiu grande defesa de Mignolet. A bola ainda tocou na trave e não entrou.

Só aí o Liverpool acordou, foi para cima e chegou ao gol da vitória. Philippe Coutinho fez bela tabela com Henderson, invadiu a área pela direita e, sem opções para o toque, encheu o pé. A bola passou por baixo de um zagueiro e entrou no canto direito, sem chance para o goleiro.

O Blackburn, então, se lançou ao ataque, mas, pouco criativo, pouco levava perigo ao Liverpool, que, por sua vez, também não ameaçava. Nos acréscimos, o goleiro Eastwood foi para a área tentar o milagre, e passou perto de marcar. Com estilo, dominou cruzamento da esquerda e finalizou forte, mas em cima de Mignolet, que defendeu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.