Oli Scarff/AFP
Oli Scarff/AFP

Coutinho marca golaço e Liverpool derrota Manchester City

Após resultado, Chelsea pode ampliar vantagem na ponta

Estadão Conteúdo

01 Março 2015 | 11h05

O brasileiro Philippe Coutinho mostrou que é mesmo um dos principais brasileiros em atividade na Europa e decidiu a favor do Liverpool o duelo diante do Manchester City neste domingo. Além da grande atuação, com bons passes e determinação na marcação, o meia marcou no segundo tempo o golaço que garantiu o triunfo por 2 a 1 em Anfield Road, pela 27.ª rodada do Campeonato Inglês.

Quem agradeceu foi o Chelsea, que pode abrir vantagem na liderança. Mesmo com um jogo a menos, o time de José Mourinho tem 60 pontos, contra 55 do City, que na próxima rodada duela com o Leicester, quarta-feira, em casa. O Liverpool, por sua vez, subiu para a quinta colocação com 48 pontos, e também na quarta pega o Burnley, novamente em casa.

O jogo deste domingo começou em ritmo alucinante e logo aos oito minutos o Liverpool teve a primeira chance com Lallana, que bateu fraco em cima de Joe Hart. Aos 10, no entanto, saiu o primeiro. Philippe Coutinho roubou a bola no meio e iniciou o contra-ataque que terminou no pé de Henderson. O meia ajeitou para o meio e encheu o pé no ângulo esquerdo do goleiro, que nada pôde fazer.

O gol acordou o City, que respondeu dois minutos depois. Agüero foi lançado em velocidade pela esquerda e bateu cruzado, mas a bola explodiu na trave. Somente a partir daí as equipes diminuíram um pouco o ritmo e o jogo passou a ficar mais no meio de campo.

Precisando da reação, os visitantes mantinham a posse, tocavam na intermediária e aos 24 minutos, encontraram o espaço necessário para empatar. Após boa troca de passes com David Silva e Yaya Touré, Agüero recebeu na intermediária e deu enfiada precisa para Dzeko, que bateu cruzado e marcou.

Desta vez quem reagiu com o gol foi o Liverpool, que foi para cima nos últimos minutos do primeiro tempo e perdeu duas ótimas oportunidades. Aos 34, Lallana recebeu de Markovic, mas bateu para fora. Já aos 45, foi o próprio Lallana quem criou a jogada, mas desta vez quem finalizou mal foi Sterling.

O segundo tempo voltou bastante movimentado, com ambas as equipes dispostas a correr riscos pela vitória. Logo no primeiro minutos, Agüero quase marcou de cabeça, mas jogou por cima. Aos sete, Sterling recebeu novamente de Lallana, e mais uma vez se atrapalhou na hora de bater.

Quando as equipes voltavam a diminuir o ritmo, Philippe Coutinho decidiu a partida em um lance de puro talento. Aos 29 minuto, ele recebeu de Sterling um passe pela esquerda. Mesmo de longe, sem o melhor dos ângulos, cortou para o meio e encheu o pé, um foguete no ângulo esquerdo de Hart, que sequer passou perto da bola.

A partir daí, o City intensificou a pressão e chegou a ter duas chances claríssimas de gol, com Agüero e David Silva, mas em ambas eles exageraram na tentativa de tirar do goleiro e jogaram para fora. Nos contra-ataques, o Liverpool também era perigoso e chegou a assustar Sturridge, mas ficou nisso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.