Susana Vera/Reuters
Susana Vera/Reuters

Coutinho se recupera de lesão e deve reforçar o Barcelona na final da Copa do Rei

Catalães enfrentam o Valencia no sábado, às 16 horas, em Sevilha

Redação, Estadão Conteúdo

22 de maio de 2019 | 18h38

O técnico do Barcelona, Ernesto Valverde, vai poder contar com Philippe Coutinho na final da Copa do Rei, no sábado, diante do Valencia, a partir das 16 horas, no estádio Benito Villamarín, casa do Betis, em Sevilha. O brasileiro, com uma lesão muscular desde o dia 12, voltou aos treinamentos nesta quarta-feira e deverá estar disponível para o treinador.

Coutinho se machucou na vitória sobre o Getafe, por 2 a 0, no Camp Nou, pela 37ª rodada do Campeonato Espanhol. Exames apontaram que o atleta sofreu um alongamento de um músculo da perna esquerda. O meia, que não atravessa uma boa fase, participou normalmente do treinamento, ao lado do compatriota Arthur, também recuperado de lesão e à disposição de Valverde para o duelo de sábado.

Já o goleiro Marc-André ter Stegen não vai estar presente na decisão da Copa do Rei por causa de dores no joelho direito. "Ter Stegen continuará o tratamento durante as próximas semanas e não joga sábado", informou um comunicado do clube.

A ausência do goleiro alemão é menos sentida, pois a titularidade na Copa do Rei pertence ao holandês Jasper Cillessen, que deverá fazer seu último jogo pela equipe catalã. O jogador interessa ao Benfica.

Como goleiro reserva de Cilessen para a partida contra o Valencia, Ernesto Valverde convocou Iñaki Peña, do time B do Barcelona, que já treinou com o elenco principal nesta quarta-feira.

O Barcelona vai tentar o quinto título consecutivo da Copa do Rei. Maior ganhador da competição, o time catalão soma 30 taças, contra 24 do Athletic Bilbao e 19 do Real Madrid. O Valencia soma sete conquistas e 16 finais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.