CPI da Nike vai à Fifa em abril

O presidente da CPI da CBF/Nike, deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), confirmou para o dia 30 de abril, reunião de integrantes da CPI com a direção da Fifa, quando a comissão deve entregar o relatório sobre as investigações que estão sendo feitas pelos deputados. Segundo Rebelo "a iniciativa das entidades que gerenciam o esporte mais lucrativo do mundo para dar um basta às irregularidades no futebol mundial, veio depois que a CPI fechou o cerco à máfia dos passaportes falsos utilizados por atletas brasileiros".Transferência de atletas - O presidente da Fifa, Joseph Blatter, deve anunciar, na próxima semana, o acordo a que chegaram as entidades que comandam o futebol mundial sobre o impasse envolvendo a transferências de jogadores estrangeiros para os países da comunidades européia. Na CPI, acredita-se que as mudanças nas regras para a transferência de jogadores estrangeiros estão sendo postas em prática, depois que a comissão passou a investigar a emissão de passaportes falsificados."Os clubes europeus têm um papel importante, tanto na transferência de jogadores, principalmente de menores, do Brasil para a Europa, quanto na confecção de passaportes comunitários de origem portuguesa, que são usados por jogadores brasileiros", destacou o presidente da CPI, deputado Aldo Rebelo, para quem a mudança nas regras "é uma antecipação do relatório que a CPI vai entregar à Fifa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.