CPI: deputado quer mais rigor da Fifa

O presidente da CPI da CBF/Nike, deputado Aldo Rebelo (PC do B-SP) lamentou que a punição da Fifa, contra o uso de passaporte falso, tenha atingido apenas o argentino Héctor Diego Garay, do Racing Club de Estrasburgo (França). "Enquanto isso, os agentes e intermediários que falsificam os documentos e também os clubes que participam do esquema continuam impunes", lamentou Rebelo.Nesta segunda-feira, a Fifa suspendeu o jogador argentino até junho. Garay está impedido de participar de qualquer atividades relacionada ao futebol, em países filiados à Fifa. Dois jogadores brasileiros que atuam no Saint Etiène (França), Aloísio e Aléx foram apanhados com passaportes falso atribuídos ao empresário e ex-jogador do Fluminense e da Seleção Brasileira, Edinho. Durante depoimento da CPI da CBF/Nike o zagueiro negou envolvimento com os passaportes falsificados que valorizam em até 40% o passe de um jogador brasileiro que vier a atuar como comunitário - integrante de países da Comunidade Européia. A maioria dos jogadores brasileiros, apanhados usando documentos falsos, tem passaporte de Portugal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.