CPI: Figer pede cassação dos atos

O Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu nesta terça-feira um pedido do empresário uruguaio Juan Figer Svirski para que sejam cassados os atos da CPI da CBF/Nike que determinaram a quebra dos sigilos telefônico, fiscal e bancário de suas empresas MJF Publicidade e Promoções, Fenix Empreendimentos e Participações e EuroAmérica Eventos. A defesa do empresário alega que a decisão da CPI não foi devidamente fundamentada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.