CPI investiga Federação Mineira

A CPI do Futebol, no Senado Federal, começou hoje a ouvir o jornalista Otacílio Ferreira da Costa, a respeito de supostas irregularidades na Federação Mineira de Futebol. Costa - cujo depoimento começou pouco depois das 11 horas desta quarta-feira - disse que "a dinastia dos Ferreira é que tem matado o futebol em Minas". Otacílio se referia ao coronel José Guilherme Ferreira e seu filho, Elmer Guilherme Ferreira, que juntos dirigem a Federação Mineira de Futebol há 35 anos. O pai ficou 17 anos e o filho está já há 18 anos.O jornalista denunciou que o atual presidente da entidade teria se enriquecido dirigindo a entidade mineira. "O presidente Elmer Guilherme não presta contas ao conselho da entidade", disse o depoente, que já concorreu à presidência da Federação, sem sucesso. Para o presidente da CPI, senador Álvaro Dias (PSDB-PR), o depoimento de Otacílio Ferreira da Costa vai servir de subsídio para quando a CPI for ouvir o presidente da Federação Mineira de Futebol, cuja data ainda não está definida

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.