CR7 diz que Messi será Bola de Ouro e que se aposenta em 5 anos

Estadão prepara notas sobre assuntos que você precisa saber

O Estado de S. Paulo

13 de novembro de 2015 | 11h09

Sem o Campeonato Brasileiro neste fim de semana devido ao recesso por causa dos jogos da seleção brasileira nas Eliminatórias da Copa, o apaixonado por esportes tem muito o que ver, acompanhar e também se informar. As notícias esportivas não param. O Estadão relata em notas alguns assuntos desta sexta-feira 13 para você não perder nada de interessante. Veja!

1 - PORTUGUÊS JOGA A TOALHA

Cristiano Ronaldo disse que já sabe quem ganhará o Bola de Ouro da Fifa deste ano. E não é ele. O atacante português do Real Madrid tem 100% de certeza que o escolhido será Messi, do Barcelona. CR7 diz que o Barcelona e o argentino ganharam tudo na temporada que acabou no meio do ano, como Liga dos Campeões e Campeonato Espanhol. Em sua entrevista, o jogador também diz não ser íntimo de Messi, mas que sempre o respeitou. Também afirmou que se aposenta em cinco anos.

2 - MOURINHO É DANOSO AOS JOGADORES

Quem disse isso foi o brasileiro Filipe Luis. O lateral trabalhou por uma temporada com o técnico português no Chelsea, onde teve poucas oportunidades de atuar antes de voltar ao Atlético de Madrid. Filipe Luis disse que o treinador tem um jeito particular de tratar os problemas do vestiário com os jornalistas e, por vezes, prejudica seus jogadores nessas resenhas. Mourinho está com a corda no pescoço no Chelsea, que derrapa na temporada do Inglês.

3 - FUTEBOL OLÍMPICO

A seleção brasileira olímpica está em Belém para a segunda partida de preparação para a Olimpíada contra os Estados Unidos. No primeiro jogo, houve vitória de 2 a 1. Nesta sexta, o time treina no campo do Estádio Curuzu. A atividade está marcada para as 18h. O jogo com os EUA será domingo, no Mangueirão, às 18h de Brasília, 17h local.

4 - PROJETO FLAMENGO

O Flamengo, em campanha de seus candidatos para as eleiçoes no clube, apresentou um projeto de seu novo ginásio, com capacidade para 3.400 pessoas e orçado em R$ 25 milhões. O projeto do presidente Eduardo Bandeira de Melo ainda não foi aprovado.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolcristiano ronaldoflamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.