Oscar Del Pozo/AFP
Oscar Del Pozo/AFP

CR7 passa em branco contra o Atlético de Madrid, mas United arranca empate no fim

Qualquer empate na Inglaterra, no dia 15 de março, levará o jogo para a prorrogação e, se necessário, pênaltis

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de fevereiro de 2022 | 19h34

Cristiano Ronaldo entrou em campo e não marcou gols pela primeira vez na atual edição da Liga dos Campeões da Europa. Apesar disso, o Manchester United conseguiu um empate por 1 a 1 diante do Atlético de Madrid no estádio Wanda Metropolitano nesta quarta-feira. O gol da igualdade saiu já na reta final do confronto de ida e foi marcado pelo promissor Elanga. O time de Madri saiu na frente com gol de João Félix e assistência de Renan Lodi

O Atlético é a segunda maior vítima da carreira de Cristiano Ronaldo, com 25 gols. Acostumado a marcar contra o time de Madri em sua carreira, o atacante português entrou em campo com uma expressiva marca de ter anotado ao menos um gol em cada jogo que participou nesta edição do torneio. O craque português havia feito seis gols em cinco partidas na primeira fase.

O domínio da maior parte do jogo foi do clube mandante e o gol saiu logo aos 6 minutos. João Félix recebeu cruzamento de Renan Lodi da esquerda e mergulhou para desviar de cabeça e abrir o marcador para o time de Diego Simeone. O Atlético de Madrid fez valer uma de suas principais características, a marcação. A equipe dificultou a vida do clube inglês e apertou o adversário no campo defensivo, principalmente quando a bola chegava nos zagueiros Maguire e Varane.

Em desvantagem no placar desde o início da partida, o Manchester United não conseguiu criar oportunidades durante todo o primeiro tempo. O time inglês não fez o goleiro Oblak sujar o uniforme em momento algum. Bruno Fernandes e Cristiano Ronaldo até bateram de fora da área, mas a bola foi para fora em ambas chegadas.

Aos 44 minutos, mais um cruzamento perigoso de Renan Lodi quase resultou no segundo gol do Atlético de Madrid. O croata Vrsaljko cabeceou a bola no rosto de Lindelof e ela bateu no travessão de De Gea.

O Manchester United conseguiu melhorar um pouco no início da metade final da partida, com mais presença ofensiva. O ímpeto do United demorou a surtir efeito, já que os principais jogadores de criação não aparentavam estar em um bom dia. Mas o empate saiu aos 34 minutos. Fred recuperou a bola, Bruno Fernandes armou com bom passe para o jovem Elanga, que finalizou em chute cruzado tirando de Oblak e deixou o jogo empatado.  

O Atlético de Madrid foi para cima do Manchester e voltou a acertar o travessão do time de Ralf Rangnick. Após escanteio, Griezmann, que está voltando de lesão, dominou a bola e bateu colocado direto na trave. Nos acréscimos, a pressão ficou por conta do time visitante, que tentou abafar a zaga do time espanhol, mas sem sucesso.

O retorno será no estádio Old Trafford, em Manchester, na terça-feira, dia 15 de março, às 17h. Sem o critério de gol qualificado, qualquer empate na Inglaterra levará o jogo para a prorrogação e, se necessário, pênaltis. Os dois times precisarão de uma vitória simples para avançar às quartas de final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.