Felipe Trueba/EFE
Felipe Trueba/EFE

'Craque', Sergio Ramos quer manter o alto nível

Fifa elegeu o zagueiro da Espanha como o melhor jogador da primeira fase da Copa das Confederações

FERNANDO FARO E PAULO FAVERO - Enviados especiais, O Estado de S. Paulo

27 de junho de 2013 | 08h00

FORTALEZA - Nem Xavi, nem Iniesta, nem Pirlo, nem Neymar. O melhor jogador da primeira fase da Copa das Confederações, de acordo com os critérios técnicos divulgados pela Fifa, foi Sergio Ramos. Se não participou de nenhum dos 15 gols marcados pelo melhor ataque da competição, o zagueiro é parte central da defesa praticamente intransponível: foi apenas um gol sofrido, na estreia contra o Uruguai.

 

Apesar de se tratar de um zagueiro, a velocidade e bom passe fizeram o jogador ser adaptado à lateral-direita no Real Madrid; mas, jogando em sua posição de origem, virou um dos pilares da equipe que ganhou praticamente tudo desde 2008, quando faturou sua primeira Eurocopa. Ao lado de Piqué, ele dá a segurança necessária a uma equipe que muitas vezes oferece os contra-ataques por causa de sua orientação ofensiva.

 

"Em nível pessoal, é uma conquista satisfatória, mas evidentemente não conseguiria sem o trabalho dos companheiros", explica o jogador, que cometeu apenas cinco faltas na competição. "(O prêmio) Não serve de nada e não faz ganhar títulos. Venho aqui para conseguir esse título que é o mais importante. O individual é secundário", emendou, repetindo o mantra espanhol de pensar sempre no desempenho da equipe.

 

Mesmo sabendo que os italianos não terão mais Balotelli na competição, o camisa 15 acredita que o time passará por dificuldades. "Balotelli é um desfalque importante, mas não podemos nos enganar. Outro jogador de qualidade entrará em seu lugar e precisamos estar concentrados nos 90 minutos ou quanto durar essa final", disse. Se o melhor jogador da primeira fase diz, é melhor não duvidar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.