Craque só joga no Brasil antes de se aposentar, diz Lula

Durante uma entrevista coletiva em Ancara, na Turquia, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez nesta sexta-feira algumas críticas ao futebol brasileiro. Segundo ele, os craques só voltam a jogar no Brasil quando estão prestes a se aposentar. Depois, falando como um legítimo torcedor corintiano, ainda cutucou o atacante Ronaldo, do Corinthians. "Já faz três jogos que ele não faz gol", cobrou.

JAMIL CHADE, Agencia Estado

22 de maio de 2009 | 13h18

De acordo com Lula, não há clube hoje no Brasil com dinheiro para "levar um jogador de nível da seleção". "Essa é a realidade dos últimos 15 anos no Brasil", afirmou o presidente. "O Brasil não é mais onde se pratica o melhor futebol do mundo. O Brasil é o país que mais cria craques. É uma fábrica de produzir jogadores. Mas o bom futebol do mundo é praticado nos campeonatos europeus, no Campeonato Inglês, onde as pessoas têm mais dinheiro para pagar por jogador."

"O problema do esporte brasileiro é que, no Brasil, não vemos mais os jogadores atuarem quando estão no auge de suas carreiras", reclamou o presidente. "Vemos os jogadores atuarem até os 18 anos. Com 18 ou 19 anos, eles vêm para a Europa e ficam até 14 anos e voltam já aposentados. Só vemos eles jogarem pela tevê ou na seleção."

Nesse contexto, Lula destacou a situação de Ronaldo, que também passou muito tempo na Europa e retornou ao futebol brasileiro no começo do ano. "Ele voltou a ser uma sensação no Corinthians", afirmou o presidente, sem esquecer seu lado de torcedor. "Ele voltou a jogar, ainda que já faz três jogos que não marca gol", lembrou, garantindo também confiar no futebol do atacante. "Mas ele vai dar o título ao Corinthians."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolLulaRonaldo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.