Marcelo Endelli / Reuters
Marcelo Endelli / Reuters

Crespo lamenta 'noite imprecisa' do São Paulo e reclama de calendário

Técnico admite problemas na marcação e critica a falta de tempo para corrigi-los nos treinos

Redação, Estadão Conteúdo

05 de maio de 2021 | 23h25

Hernán Crespo reconheceu as dificuldades encontradas pelo São Paulo na noite desta quarta-feira, diante do Racing, em Buenos Aires, e lamentou a atuação que classificou de "imprecisa", pela fase de grupos da Copa Libertadores. Os dois times não saíram do 0 a 0 no estádio El Cilindro, na capital argentina.

"Muitas vezes queremos jogar um certo tipo de jogo, mas é difícil", comentou o treinador. "Quando o time tem que lutar, luta. Isso é Copa Libertadores. Nós queremos jogar, mas quando temos uma noite difícil, imprecisa, temos que lutar, e o time lutou. Acho que foi um jogo muito complicado, mas acredito que o time jogou. Faltou precisão, mas o time lutou", reforçou.

Mais especificamente, Crespo admitiu que o time cometeu falhas na marcação, principalmente quando avançava para o campo do adversário, tentando impedir a saída de bola. "Gostaria de ter tempo para poder treinar essas situações, mas a realidade é que não temos. O Racing fez uma ótima partida, colocou pressão em nós, e nós não tivemos um jogo muito preciso. Mas acredito, sim, que esse é um dos pontos para melhorar no futuro."

O resultado marcou o segundo tropeço de Crespo à frente do São Paulo após uma forte série de oito vitórias consecutivas. A sequência teve fim no domingo, no empate por 2 a 2 com o Corinthians, pelo Paulistão. Nesta quarta, veio o primeiro tropeço na Libertadores, maior prioridade da equipe para a temporada.

O técnico atribuiu a queda de rendimento ao duro calendário que as equipes vêm enfrentando nas últimas semanas, principalmente as que disputam a Libertadores. E pediu maior compreensão por parte das entidades que elaboram os calendários, caso da Federação Paulista de Futebol (FPF) e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

"É normal, estou muito preocupado com o calendário, realmente muito. Nós devemos jogar Libertadores, quartas de final em menos de 48 horas e representamos a Federação Paulista, a Confederação Brasileira. Eles têm que pensar o calendário, seria realmente importante que a federação começasse a pensar em seus representantes, um dos representantes paulistas na Copa Libertadores", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.