Criciúma pega o Grêmio e tenta resgatar apoio da torcida

Resgatar a confiança e, principalmente, o apoio do torcedor. Com esse objetivo, o Criciúma volta a jogar em casa neste sábado, diante do Grêmio, a partir das 18h30, no Estádio Heriberto Hülse, pela oitava rodada do Brasileirão. Até agora, o time catarinense somou apenas sete pontos e corre risco de entrar na zona de rebaixamento.

JÚLIO CASTRO, Agência Estado

20 de julho de 2013 | 08h17

"Se a gente entrar em campo pensando em pressionar o Grêmio, que é uma grande equipe, a gente não vai conseguir jogar futebol. A bola vai queimar no pé e não vamos chegar a lugar algum. A pressão é grande, mas a receita para esta partida é a tranquilidade", disse o volante Amaral, que neste sábado entra no lugar de Éverton Páscoa.

O Criciúma ainda não assimilou a surpreendente eliminação para o Salgueiro, na última quarta-feira, pela Copa do Brasil. Mas sabe que precisa reagir. Para isso, o técnico Vadão volta a adotar o tradicional esquema tático 4-4-2, na esperança de mostrar a força do time dentro de casa, neste sábado, e conseguir ganhar do Grêmio.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoCriciúma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.