Criciúma vence Fla em jogo de 7 gols

Em um jogo de sete gols, o Criciúma manteve a tradição de não perder em casa e venceu o Flamengo, neste domingo à tarde, no sul de Santa Catarina, por 4x3. O time catarinense terminou o primeiro tempo vencendo por 4x0, tendo marcado o gol mais rápido da competição, com Leonardo, a 24 segundos de partida. Aos quatro minutos o estreante zagueiro Léo Oliveira marcou o segundo e desestruturou o clube carioca.O Criciúma voltou a marcar aos 23 minutos, com Paulo César Baier pegando a bola de fora da área, vendo o goleiro Júlio César adiantado, tocou com categoria no canto direito do goleiro do Flamengo. A melhor oportunidade dos flamenguistas no primeiro tempo foi aos 31 minutos, com Igor arrematando de fora da área e o goleiro Fabiano tocando na bola com a ponta dos dedos e ela tocando na trave, antes de sair a escanteio. Aos 38 minutos Léo Oliveira roubou a bola no círculo central, investiu no campo adversário e do meio de campo chutou forte, de pé esquerdo para fazer o gol mais bonito da partida, no ângulo direito de Júlio César.O jogo parecia decidido, mas para o segundo tempo o técnico Marcos Paquetá sacou um dos três zagueiros que iniciaram a partida e apostou no ataque. Acrescentou um homem à meia cancha e passou a dominar o setor. Do outro lado do gramado o Criciúma parecia satisfeito com a situação, até que aos 12 minutos Andrezinho escorou cruzamento da direita, feito por Luciano, reduzindo o marcador. Jean, que entrou em lugar de Edilson, fez o segundo aos 35 e o terceiro aos 41 minutos. O placar que parecia tranquilo para o Criciúma tornou o jogo emocionante nos minutos finais, prendendo a torcida no estádio até o apito final do árbitro Carlos Eugênio Simon.

Agencia Estado,

20 de julho de 2003 | 19h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.