Crise atrapalha planos do Guarani

A crise financeira do Guarani continua atrapalhando a diretoria na busca de reforços para a temporada de 2002. Depois de anunciar a contratação do zagueiro-revelação, André Astorga, do União Barbarense, o clube também deve ficar na mão.É que o jogador pretende continuar em Santa Barbada d´Oeste, mesmo disputando o Campeonato Paulista da Série A-1. "O Guarani foi anti-ético de anunciar a contratação do zagueiro, porque estamos na véspera de disputar um título", comentou Jorge Martins, gerente de futebol do Barbarense, que sábado tenta o título da Copa do Interior, diante do Bandeirante de Birigui. Além disso, o Guarani ainda deve R$ 50 mil para o Barbarense, ainda referente ao empréstimo do volante Henrique. A falta de recursos também atrapalhou a contratação do goleiro Ronaldo, que nesta quarta-feira foi apresentado como reforço do maior rival na cidade: a Ponte Preta. O meia Eduardo Marques será devolvido ao Santos, enquanto Fernando Fumagalli está sendo negociado, pelo próprio Santos, com o Cruzeiro. O Guarani não tem recursos para confirmar a prioridade de compra junto ao time da Vila Belmiro. A solução para suprir tantas baixas pode ser Marcelo Passos, outro santista, e que estava emprestado ao Sport Recife.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.