Crise financeira abala o Flamengo

Apesar de ser tricampeão carioca, o Flamengo vive um clima de tensão para a estréia na Copa das Campeões, às 16 horas deste sábado, contra o Bahia, no estádio Almeidão, em João Pessoa. O problema é o mesmo enfrentado pelo clube durante todo o primeiro semestre: o atraso de salários - os jogadores estão há quase quatro meses sem receber.Antes de viajarem para a Paraíba, alguns atletas demonstraram insatisfação e já há rumores de que pode haver uma greve. "Estamos pedindo uma antecipação de cota, para pagar aos jogadores o mais cedo possível", avisou o vice-presidente de futebol do clube, Walter Oaquim. O dirigente acredita que, apesar dos problemas, o grupo vai cumprir os seus compromissos dentro de campo. Uma das alternativas para sanar as finanças é a venda de alguns jogadores.Por enquanto, os atletas seguem atuando e treinando normalmente e prometem repetir a performance do amistoso contra o Moto Clube, na quarta-feira, quando o Flamengo goleou por 5 a 1.Como no Campeonato Carioca, o atacante Edílson e o meia Petkovic são as principais esperanças da equipe na Copa dos Campeões. Mas o técnico Zagallo terá dois desfalques para esta partida. Gamarra e Alessandro, contundidos, serão substituídos por Fernando e Maurinho.Artilheiro do Campeonato Carioca, Edílson afirmou que o time tem de ter atenção com o Bahia, que, segundo ele, é um time muito equilibrado. "É uma equipe que não tem craque, mas mostra uma regularidade em todas as posições e todos jogam pelo coletivo", alertou o atacante.

Agencia Estado,

22 de junho de 2001 | 19h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.