Cristaldo desembarca no Brasil para assinar com o Palmeiras

Atacante argentino de 25 anos é mais um reforço do clube para a sequência da temporada: ele estava no Metalist, da Ucrânia

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

08 de agosto de 2014 | 11h09

O atacante Jonathan Cristaldo desembarcou no Brasil na madrugada desta sexta-feira para assinar contrato com o Palmeiras, e se tornar mais um estrangeiro no time de Ricardo Gareca. O jogador argentino de 25 anos, do Metalist, da Ucrânia, deverá ter os seus direitos econômicos adquiridos pelo clube brasileiro em definitivo.

Cristaldo foi contratado pelo time ucraniano em 2011, mas é um velho conhecido de Gareca, que o comandou no Vélez Sarsfield, onde ele atuou de 2007 até ser contratado pelo clube do leste europeu. Na temporada passada, o atacante jogou por empréstimo pelo Bologna, da Itália.

Prestes a se tornar o oitavo estrangeiro do elenco do Palmeiras, Cristaldo será submetido a exames médicos nesta sexta-feira ainda e poderá ser anunciado como reforço já ao longo do dia ou neste sábado, após assinar contrato. Os valores da negociação não foram relatos oficialmente, mas relatos da imprensa argentina informam que o Palmeiras desembolsará US$ 3,5 milhões (cerca de R$ 8 milhões).

Caso acerte, de fato, compromisso com o Palmeiras, o atacante irá se juntar aos seus compatriotas Tobio, Allione e Mouche, sendo que o Palmeiras já conta com os uruguaios Victorino e Eguren, o paraguaio Mendieta e o chileno Valdivia, agora de volta à equipe após negociação frustrada com o futebol dos Emirados Árabes. Cristaldo acabou descartando a possibilidade de continuar atuando pelo Metalist por causa da séria crise política vivida na Ucrânia, onde ele não se sentia mais seguro para continuar ao lado da sua família. O país está em guerra com a Rússia.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasBrasileirãoCristaldo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.