Ernesto Guerra/Santos FC
Ernesto Guerra/Santos FC

Cristiane fala de 'namoro antigo' com o Santos e projeta Jogos de Tóquio

Após passagem pelo São Paulo, atacante destaca identificação com o time da Vila Belmiro

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de janeiro de 2020 | 18h36

Contratada na semana passada, a atacante Cristiane foi apresentada no Santos nesta segunda-feira, na Vila Belmiro, e fez questão de enaltecer a identificação que tem com o clube da Baixada Santista. Novamente a camisa 11 do time, a jogadora de 34 anos ressaltou que houve um "namoro antigo" para acertar a sua volta às Sereias da Vila.

"Um namoro antigo com o Santos. Eles tinham tentando iniciar um conversa ano passado e as coisas não aconteceram. Eu estou muito feliz. Conquistei muitas coisas aqui com as meninas, ajudei bastante, a gente conseguiu alavancar o nome do Santos. Carinho, respeito... Quero alavancar ainda mais esse ano, que a gente possa voltar a estar no topo. Poder ajudar", disse Cristiane, que passou a última temporada no São Paulo, mas não teve seu contrato renovado com o clube do Morumbi.

Multicampeã e quinta maior artilheira da história do Santos, com 46 gols em 29 jogos - média superior a 1,5 gol por partida -, essa é a segunda passagem da atacante pelo clube que também defendeu entre 2009 e 2011. Na primeira ocasião, Cristiane venceu uma Copa do Brasil, duas Copas Libertadores e um Campeonato Paulista.

Cristiane atuou em 2019 somente no futebol brasileiro. A atacante sofreu com lesões, principalmente depois da disputa do Mundial Feminino, realizado em junho e julho na França. O Brasil caiu nas oitavas de final para as anfitriãs.

Sobre a seleção, agora comandada pela técnica sueca Pia Sundhage, Cristiane espera que o Santos lhe ajude a se manter na equipe nacional que disputará os Jogos Olímpicos de Tóquio, entre julho e agosto deste ano. Serão 18 convocadas: duas goleiras e outras 16 jogadoras de linha.

"Quero estar no grupo. Só vão 16 jogadoras de linha. Ela (Pia) já deixou claro que só vai levar as melhores jogadoras, independente de ter disputado Copas do Mundo ou não. Isso tira você da zona de conforto. Todo mundo se sente importante, é um ganho. Está sendo bacana porque ela tem uma experiência absurda. Tem leitura tática, nos cobra na parte física. Conversou muito comigo. Admiração recíproca. Veio para agregar. O objetivo é entrar na lista, ficar 100% e depois brigar por posição", completou Cristiane.

Para Entender

Mercado da Bola

Veja as principais negociações do futebol brasileiro. Clubes se movimentam para tentar se reforçar visando a próxima temporada

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.