Eric Gaillard/Reuters
Eric Gaillard/Reuters

Cristiano Ronaldo admite ter medo de morrer jovem

Atacante do Real Madrid sonha ficar velhinho, com 80 ou 90 anos

O Estado de S. Paulo

28 Agosto 2015 | 09h40

O atacante Cristiano Ronaldo ficou mais uma vez atrás de Lionel Messi na escolha do melhor jogador da Europa. Após ver o rival do Barcelona ser apontado com o título, durante evento do sorteio dos grupos da Liga dos Campeões, nesta quinta, o atacante do Real Madrid fez cara de poucos amigos, mas reconheceu a superioridade do argentino mais uma vez. Em recente entrevista para a revista Líbero, o português revelou seu temor de morrer jovem.

"Quero morrer velhinho, quando tiver 80 ou 90 anos. O meu maior medo é, sem dúvida, o de morrer jovem", disse o craque do Real Madrid, que tem nesta temporada a missão de fazer o seu time brilhar na Espanha e também na competição europeia. Questionado sobre sua rotina fora de campo, CR7 comentou viver uma vida normal, como qualquer outra pessoa. "Tento fazer coisas normais, com minha família, amigos, com o meu filho... Tento ser o mais normal possível. De manhã, estou sempre nos treinos e quando chego em casa, faço outras coisas de que gosto."

Ronaldo admitiu que o que mais adora fazer nos últimos tempos é jogar futebol com seu filho e que a sua inspiração são as pessoas que o cercam. "Os meus colegas me motivam sempre, eles me dão boas vibrações e isso é importante para mim."


Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.