Francisco Leong/AFP
Cristiano Ronaldo posa com troféu de campeão da Eurocopa Francisco Leong/AFP

Com Euro, Cristiano Ronaldo alcança glória que Messi ainda não teve

Alegria do português com título contrasta com tristeza do argentino na Copa América

O Estado de S. Paulo

11 de julho de 2016 | 07h00

De uma tacada só, Cristiano Ronaldo consegue o primeiro título da história do futebol português depois de frustrações, nas quais sempre foi o craque solitário, supera Lionel Messi na eterna comparação sobre o desempenho dos rivais em suas respectivas seleções e se torna favorito à próxima Bola de Ouro.

Em 2004, ele havia batido na trave. Na final da Eurocopa contra a Grécia, Portugal era favorito. Porque jogava mais, estava em casa e tinha Felipão no auge. Mesmo com tudo tranquilo e favorável, o time perdeu o título em um escanteio. Aos 19 anos, Cristiano Ronaldo era o mais jovem titular em uma final europeia. Seu choro, contido pelo técnico brasileiro, foi uma das imagens mais marcantes do vice. Só ele e Ricardo Carvalho permaneceram no time até a volta por cima dada neste domingo.

Cristiano Ronaldo é o único português a marcar em três Mundiais. Em 2006, Portugal acabou em quatro lugar; em 2010, o time perdeu para a Espanha, que estava no auge do seu tiki-taka. Na Copa do Brasil, caiu na primeira fase sem brilhar. Desde 2003, anotou 61 gols em 132 jogos pela seleção, média de 0,46 por partida.

A alegria do português faz contraste imediato com o choro de Messi, semanas atrás, vice com a Argentina. Cristiano Ronaldo ganhou tudo. Não lhe falta mais nada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Felipão dá os parabéns a Portugal pelo título da Eurocopa

Brasileiro enaltece trabalho de Fernando Santos à frente da seleção

Robson Morelli, O Estado de S. Paulo

11 de julho de 2016 | 07h00

Luiz Felipe Scolari, técnico da seleção portuguesa no vice-campeonato da Eurocopa em 2004 e no quarto lugar da Copa do Mundo de 2006, aproveitou a conquista inédita do país, neste domingo, para enviar os parabéns. Hoje, comandante do Guangzhou Evergrande, da China, Felipão enviou mensagem ao Estado celebrando.

"Todos os jogadores precisam receber um grande abraço, principalmente aquele pessoal da retaguarda. Parabéns, Portugal! Muito bonito o que fizeram na França. Seis horas da manhã, raiando o sol aqui na China. Maravilhoso dia. Portugal campeão da Eurocopa. Parabéns! Fernando Santos (técnico da seleção), maravilha. Fantástico! Cristiano Ronaldo foi um grande líder. Para ganhar hoje, alguém teve que chegar a uma final lá atrás, fazer um Mundial excelente, chegar a outra Euro. Se Portugal está hoje nessa posição é porque trilhou um caminho ao longo do anos. Se havia um treinador português que merecia era mesmo o Fernando Santos, homem humilde, técnico da velha guarda, diferentemente dos moderninhos convencidos de hoje em dia."

 

Tudo o que sabemos sobre:
PortugalEurocopaFelipãoFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.