Francisco Seco/ AP
Francisco Seco/ AP

Cristiano Ronaldo busca o gol 500 e recorde no Real Madrid

Português pode igualar Raúl como maior artilheiro dos merengues

O Estado de S. Paulo

30 de setembro de 2015 | 12h30

Depois de passar em branco nas últimas quatro partidas do Real MadridCristiano Ronaldo terá mais uma chance de marcar o gol 500 de sua carreira. O atacante Português está confirmado para encarar o Malmö, fora de casa, pela Liga dos Campeões. A escalação do jogador foi definida pelo técnico Rafa Benítez, que não poupa elogios ao seu comandado. Semana passada, o treinador disse: "Aqui há um jogador indiscutível, que é Cristiano, e além disso, muitos bons jogadores que precisam dar o máximo".

O atacante volta à Suécia dois anos depois daquela partida em Estocolmo, quando fez três gols e garantiu vaga de Portugal na Copa do Brasil. Ele fez três gols e espera não passar em branco mais uma vez. Já são 19 dias sem gols, desde que ficou na boca dos 500. O local do jogo é a terra natal de Ibrahimovic, que estava em campo na partida de Portugal e Suécia.

Na atual temporada, Cristiano Ronaldo marcou 8 gols, cinco no Espanhol e três na Liga dos Campeões. Se marcar duas vezes, o jogador vai igualar Raúl como o maior artilheiro da história dos merengues, com 323 gols. Contratado em 2009, junto ao Manchester United, por 80 milhões de libras, Cristiano Ronaldo já soma 321 tentos pelo Real Madrid. No período em que defendeu o clube inglês, entre 2003 e 2009, foram outros 118 gols. Pela seleção portuguesa, onde também ocupa o posto de maior goleador, foram mais 55 gols. Curiosamente, o jogador eleito três vezes melhor do mundo, só marcou cinco vezes pelo clube que o revelou: o Sporting. Sua melhor temporada estufando as redes foi em 2013, quando fez 69 gols.

Cristiano Ronaldo tem como sonho nesse momento se tornar o grande astro da história dos merengues, já que Raúl Gonzales Blanco é o artilheiro do clube com 323 gols em 741 jogos. Ronaldo tem 321 em apenas 304 partidas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.