Cristiano Ronaldo diz que sua suspensão é injusta

Punido com dois jogos de suspensão no Campeonato Espanhol por causa da cotovelada dada no dinamarquês Patrick Mtiliga, do Málaga, que causou a sua expulsão no último domingo, o português Cristiano Ronaldo, astro do Real Madrid, afirmou que a punição aplicada contra ele foi injusta.

AE, Agencia Estado

27 de janeiro de 2010 | 13h47

"Eu fiquei impressionado (com a suspensão), claro. Eu sinceramente acredito que a punição foi excessiva", afirmou o jogador em entrevista publicada pelo jornal espanhol As nesta quarta-feira.

Cristiano Ronaldo, porém, aposta na possibilidade de o Real Madrid conseguir anular a punição em julgamento que será realizado nesta quinta-feira, quando o comitê de apelação do Campeonato Espanhol irá analisar o recurso impetrado pelo clube. "Estou confiante no recurso que o clube vai apresentar e que a punição será reduzida", reforçou o atleta.

Caso o Real não tenha sucesso em sua tentativa, Cristiano Ronaldo irá desfalcar o time na partida contra o La Coruña, no próximo domingo, no Estádio Riazor, onde a sua equipe não vence desde 1991.

O jogador dinamarquês atingido por Cristiano Ronaldo fraturou o nariz por causa da cotovelada e deverá ficar três semanas afastado dos gramados. O português disse que não teve a intenção de acertar o adversário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.