MIGUEL RIOPA / AFP e Agustin Marcarian / Reuters
MIGUEL RIOPA / AFP e Agustin Marcarian / Reuters

Cristiano Ronaldo e Messi podem bater recordes na Copa do Mundo do Catar; veja possíveis marcas

Craques vão disputar o Mundial pela quinta vez na carreira, igualando número de Matthäus, Buffon, Rafa Márquez e Antonio Carbajal

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de março de 2022 | 13h49

Cristiano Ronaldo e Lionel Messi poderão alcançar marcas históricas na Copa do Mundo do Catar. Os craques das seleções portuguesa e argentina disputaram seu primeiro Mundial na Alemanha, em 2006, e suas seleções se classificaram para quatro edições consecutivas do torneio. No Catar, caso não sofram lesões e sejam convocados, vão igualar o recorde do alemão Lothar Matthäus, do goleiro italiano Gianluigi Buffon e os mexicanos Rafa Márquez e Antonio Carbajal, únicos jogadores a terem cinco participações na Copa do Mundo.

Além disso, tanto Messi quanto Cristiano Ronaldo terão a oportunidade de superar outras marcas individuais. Caso a Argentina chegue à semifinal e o argentino dispute todas as partidas, chegará ao recorde de 26 jogos em Mundiais, superando os 25 de Lothar Matthäus, entre 1982 e 1998. Já para o português, se vier a marcar no Catar, chegará à sua quinta Copa do Mundo com ao menos um gol, tornando-se o único jogador a realizar o feito e superando Pelé, o australiano Tim Cahill e os alemães Uwe Seeler e Miroslav Klose.

Portugal conseguiu garantir sua classificação na repescagem nesta terça-feira, após vitória por 2 a 0 sobre a Macedônia do Norte, com dois gols de Bruno Fernandes. Após a decisão, Ronaldo afirmou que o objetivo havia sido atingido e "Portugal estava em seu devido lugar".

Já Argentina e Messi tiveram caminho mais tranquilo durante as Eliminatórias. Com a classificação antecipada em sem sustos, a seleção chega como uma das favoritas para a disputa da Copa do Mundo e da conquista de seu terceiro título mundial. Tanto Portugal quanto Argentina serão "cabeças de chave" no sorteio dos grupos para o torneio, que acontecerá nesta sexta-feira.

Craques fora da Copa do Mundo

Apesar da presença de diversas estrelas do futebol mundial, outras figuras importantes ficarão fora da disputa da Copa do Mundo. Com as últimas rodadas das Eliminatórias, seleções como Itália, Suécia, Argélia e Egito não conseguiram obter sua classificação para o Catar.

Mohamed Salah, do Liverpool e da seleção egípcia, acabou eliminado por Senegal nesta terça-feira, após perder sua cobrança na disputa por pênaltis. Caso conseguisse a classificação, seria a segunda Copa do Mundo seguida de sua seleção, que havia se classificado para o último Mundial, na Rússia.

Ainda nas Eliminatórias africanas, a Argélia, de Riyad Mahrez, atacante do Manchester City, perdeu para Camarões, com gol no último minuto da prorrogação. Campeão da Copa Africana das Nações em 2019, a seleção fica pela segunda edição consecutiva fora da Copa do Mundo. A última participação foi em 2014, quando foi eliminada pela Alemanha.

Na Europa, a eliminação da Itália, atual campeã da Eurocopa, deixa Donnaruma, goleiro do Paris Saint Germain, e Jorginho, meia do Chelsea, fora do Catar. Além deles, Chiellini e Bonucci, próximos da aposentadoria, provavelmente tiveram suas últimas oportunidades de disputarem o Mundial, assim como Ibrahimovic, que voltou da aposentadoria da Suécia para tentar a classificação para a Copa do Mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.