Russell Cheyne / Reuters
Russell Cheyne / Reuters

Cristiano Ronaldo não confirma permanência no Manchester United e critica imprensa: 'Um dia acertam'

Craque português se manifesta pela primeira vez, nesta sexta-feira, sobre rumores a respeito de sua saída da Inglaterra

Redação, Estadão Conteúdo

29 de julho de 2022 | 11h34

Em meio à indefinição sobre o seu futuro, Cristiano Ronaldo se manifestou pela primeira vez nesta sexta-feira, mas sem indicar qual caminho vai seguir em sua carreira. Pelas redes sociais, ele evitou confirmar sua permanência no Manchester United e atacou a imprensa.

"Impossível não falarem de mim um dia. Se não, a imprensa não ganha dinheiro. Sabem que, se não mentirem, não conseguem atrair a atenção das pessoas. Continuem que um dia acertam em alguma notícia", disse o atacante, ao finalizar a mensagem com um emoji de gargalhada e um sinal de positivo.

A mensagem foi publicada pelo perfil oficial do português numa resposta à postagem feita por um perfil de fãs no Instagram. O post trazia uma foto do jogador com a camisa do Manchester United e uma legenda falando sobre seu futuro, ainda indefinido. E dizia que Jorge Mendes, empresário do atleta, teria afirmado que Ronaldo está "inflexível" sobre sua decisão de sair do United.

O futuro do português se tornou uma "novela" nas últimas semanas. Ele estaria insatisfeito no United por não poder disputar a Liga dos Campeões na nova temporada europeia. O clube inglês não obteve a classificação. Perto da aposentadoria o atacante queria se concentrar nas competições mais importantes.

Com chances de deixar o United, apesar de ter contrato para mais uma temporada, o atacante teria sido oferecido para rivais como Chelsea e Bayern de Munique, que recusaram as propostas. Outro clube que teria sido procurado é o Atlético de Madrid, que também fechou as portas. O novo possível destino de Cristiano Ronaldo, segundo a imprensa europeia, é o Sporting, clube que o revelou e que vai disputar a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.