Cristiano Ronaldo: 'Não jogo para fazer amigos, mas sim para triunfar'

Atacante português reforça ter obsessão por sua forma física e revela sentir saudades de poder ir à missa com mais frequência

O Estado de S. Paulo

29 de agosto de 2014 | 19h08

Cristiano Ronaldo fechou a semana com o prêmio de melhor jogador da última temporada europeia e garantiu que está no futebol não para fazer amigos, mas sim para triunfar. Em entrevista ao canal  português TVI o atacante do Real Madrid disse ter poucas amizades no meio e garantiu que a obsessão em se cuidar é um dos segredos do seu sucesso.

"Dos técnicos, o único com que tenho amizade é o Alex Ferguson (ex-Manchester United). Me dou bem com Carlo Ancelotti (Real Madrid), mas não estou no futebol para ter amigos. Estou para triunfar", disse o jogador, que admitiu ter existido problemas de relacionamento dentro do clube espanhol com o treinador compatriota José Mourinho.

O atacante de 29 anos garantiu que a genética lhe ajuda a manter a forma, mas também não descuida da alimentação. "Não como frituras, hamburgueres, fast-food e bebidas com gás. Ainda que graças a Deus tenha boa genética e poderia comer o que quisesse". Cristiano disse que chega aos treinos no Real Madrid com uma hora de antecedência para fazer o aquecimento e musculação. "A minha boa forma é 50% de meu êxito. Por isso tenho que cuidar do meu corpo", explicou.

O português também revelou na entrevista o sonho de casar com a namorada, a modelo russa Irina Shayk, com quem namora há três anos. "Nos damos muito bem, mas se casar é um passo muito importante. Ainda não estou preparado". Dos hábitos que sente falta da época que não era jogador profissional, recordou-se da religião. "Gostaria de ir cm mais frequência à missa", disse Cristiano, que é católico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.