Andreas Comas/Reuters
Andreas Comas/Reuters

Cristiano Ronaldo perde pênalti, mas Real consegue a vitória

Equipe bate o Málaga e mantém perseguição ao Barcelona

Estadão Conteúdo

18 de abril de 2015 | 17h25

O Real Madrid venceu o Málaga por 3 a 1, neste sábado, em casa, e manteve a perseguição ao líder Barcelona no Campeonato Espanhol. A seis rodadas do fim, o time de Cristiano Ronaldo foi a 76 pontos, dois a menos do que o arquirrival, que mais cedo derrotou o Valencia por 2 a 0.

Os gols da vitória foram marcados por Sergio Ramos, James Rodríguez e Cristiano Ronaldo, que chegou a perder um pênalti. Juanmi descontou para os visitantes, que estão na sétima colocação com 46 pontos. Agora, o time de Madri se concentra para o duelo de volta das quartas de final da Liga dos Campeões. Na quarta-feira, recebe o Atlético de Madrid, após as equipes empatarem sem gols no jogo de ida.

A vitória neste sábado não foi fácil de ser conquistada. Logo aos dois minutos de partida, o Real perdeu o atacante Bale com lesão na panturrilha esquerda. Chicharito Hernández entrou em seu lugar e os anfitriões demoraram um pouco para se encontrar.

O primeiro gol saiu aos 20 minutos em lance polêmico. Cristiano Ronaldo cobrou falta pelo lado esquerdo na segunda trave. Sergio Ramos, em impedimento, completou para as redes. Aos 33, Sergio Ramos voltou a marcar, mas desta vez o árbitro assinalou impedimento corretamente.

No segundo tempo, Cristiano Ronaldo teve boa chance para ampliar. Aos 21, ele lançou James, que foi derrubado por Castillejo. Pênalti, que o astro português foi para a cobrança e acertou a trave direita do goleiro.

Dois minutos depois ele se redimiu. James Rodríguez recebeu na intermediária, tocou para Isco, recebeu de volta, tabelou com Cristiano Ronaldo, ajeitou e mandou uma bomba no ângulo esquerdo do goleiro adversário.

O Málaga não se abateu e voltou a dar emoção para a partida aos 26. Após cruzamento da direita, Pepe vacilou na marcação, e Juanmi apareceu livre no meio da área para marcar de cabeça.

Os visitantes chegaram a esboçar uma pressão, mas não conseguiam finalizar contra o gol de Casillas. O Real Madrid esperou o contra-ataque para definir o jogo. Aos 46, Chicharito recebeu na direita, se livrou da marcação e cruzou para Cristiano Ronaldo empurrar para as redes. Foi o 39ª gol do português no Espanhol, artilheiro isolado, cinco tentos à frente de Messi, que neste domingo marcou seu 400º gol pelo Barça na sua carreira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.