Miguel Medina/ AFP
Miguel Medina/ AFP

Cristiano Ronaldo tem recorde de 760 gols contestado pela Associação Checa de Futebol

Atacante português anotou um dos gols da vitória da Juventus sobre o Napoli, no título da Supercopa da Itália

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de janeiro de 2021 | 17h35

Há algumas semanas foi alvo de polêmica o fato do argentino Lionel Messi, do Barcelona, ter alcançado o número de gols de Pelé por um único clube. Dessa vez, o alvo de constestações é um novo recorde do português Cristiano Ronaldo, da Juventus.

Na útlima quarta-feira, a equipe de Turim venceu o Napoli por 2 a 0, pela Supercopa da Itália, conquistando o título pela nona vez. Os gols da Juventus foram marcados por Álvaro Morata e Cristiano Ronaldo, que alcançou 760 gols marcados na carreira.

O tento marcado na decisão daria ao craque português o recorde de artilharia no futebol. Os números, porém, são rodeados de ressalvas e polêmicas.

Dessa vez, o principal questionamento sobre o recorde partiu da Associação de Futebol Checa, que usou suas redes sociais para afirmar que seu comitê de História e Estatística declara que Josef Pepi Bican marcou 821 gols oficiais, estando, portanto, à frente de Crisitano Ronaldo.

Josef Bican nasceu em Viena, na Áustria, em 1913, e atuou por clubes profissionais entre as décadas de 1930 e 1950, passando por Rapid Viena e Slavia Praga. O atacante também jogou pelas seleções austríaca e tcheca.

Diante dos números apontados pela entidade da República Tcheca, Cristiano Ronaldo precisaria marcar mais 62 gols para ultrapassar Josef Bican. Os tchecos ainda ressaltam que, para chegar a esses dados, foram incluídos gols marcados em jogos de primeira e segunda ligas, taças nacionais e europeias, além de duelos por seleções, desconsiderando amistosos feitos por clubes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.