Eric Gaillard/Reuters
Eric Gaillard/Reuters

Cristiano Ronaldo testa positivo para covid-19 e deixa seleção portuguesa

Resultado do teste foi divulgado pela Federação Portuguesa de Futebol

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de outubro de 2020 | 11h42
Atualizado 13 de outubro de 2020 | 17h06

O atacante Cristiano Ronaldo contraiu o novo coronavírus. O jogador da Juventus testou positivo em um exame e deixará a concentração da seleção de Portugal, com a qual estava reunido para uma partida contra a Suécia, nesta quarta-feira, válida pela Liga das Nações.

A confirmação do teste positivo de Cristiano foi divulgado pela Federação Portuguesa de Futebol. A entidade explicou que o jogador está "bem, sem sintomas e em isolamento". A associação ressaltou, ainda, que os demais atletas foram submetidos a outros exames nesta terça-feira e todos deram negativo. Com isso, estão aptos para o treino que antecederá o confronto cdiante da seleção sueca.

"Cristiano Ronaldo foi dispensado dos trabalhos da seleção nacional após teste positivo para covid-19 e não enfrentará a Suécia. O internacional português está bem, sem sintomas, e em isolamento. Na sequência do caso positivo, os restantes jogadores realizaram novos testes na manhã desta terça-feira, todos com resultado negativo, e estão à disposição de Fernando Santos para o treino desta tarde, na Cidade do Futebol", afirma o comunicado.

Antes de Cristiano Ronaldo, a seleção portuguesa já havia registrado dois casos positivos de coronavírus nesta Data Fifa, com o goleiro Anthony Lopes e o zagueiro José Fonte. Ambos, então, foram dispensados, mesmo procedimento adotado com a craque da Juventus.

A partida entre Portugal e Suécia será disputada nesta quarta-feira, às 15h45 (horário de Brasília), no Estádio José Alvalade, em Lisboa. Agora desfalcada de Cristiano Ronaldo, a equipe lidera o Grupo 3 da Liga A, com sete pontos, empatada com a França. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.